Costinha na pré-antevisão ao jogo contra o FC Porto

“Queremos os três pontos em todos os jogos”

Costinha fez ontem a pré-antevisão ao jogo da 8.ª jornada do campeonato da Primeira Liga de futebol diante do FC Porto.
O médio dos “encarnados” de Ponta Delgada relevou que expectativa tem o grupo de trabalho em relação a esse jogo. “Sabemos que vai ser um jogo difícil, porque o FC Porto tem uma excelente equipa, mas vamos tentar explorar os pontos menos fortes do adversário, que também tem, tal como todas as equipas têm e vamos atrapalhar os pontos mais fortes deles”.
Por outro lado, questionado se uma vitória poderá ser um aliciante, Costinha prefere antes pensar, que “aliciante acaba por ser todos os jogos. Em todos os encontros queremos os três pontos, não penso que ganhar a um grande do futebol português seja um ponto extra, até porque todos os pontos contam no final do campeonato e não vamos ter pontos extra se ganharmos ao FC Porto, Benfica, Sporting ou a outro qualquer, por isso acho que este é um jogo como outro qualquer”.
De qualquer das formas, se o CD Santa Clara vencer, poderá ficar nos primeiros oito classificados do campeonato, podendo assim participar na próxima edição da Taça da Liga, objectivo que está na mente do grupo de trabalho. “Está na nossa mente essa realidade e estamos numa posição bastante favorável para isso, sabemos que ganhando esse jogo essa posição fica consolidada e será muito importante para o clube atingirmos esse objectivo e tudo, vamos fazer para concretizá-lo”.
O Santa Clara normalmente viaja para o continente de 15 em 15 dias, ao contrário do FC Porto, que teve de viajar esta semana para Glasgow, na Escócia, voltando a viajar para São Miguel para defrontar o emblema açoriano. Instado a comentar se viajar menos poderá ser uma vantagem para o CD Santa Clara, Costinha recusa essa realidade. “Não creio, porque o FC Porto tem um plantel com várias soluções, de enormíssima qualidade, onde os seus jogadores, muitos deles internacionais, já estão habituados a isso e onde até isso até poderá ser bom, porque vêm com outro tipo de rodagem, pelo que não considero que poderemos tirar qualquer tipo de vantagem com essa situação”.
O reencontro com Zaidu Sanusi foi também abordado. “Estamos contentes pelo facto de Zaidu estar a trilhar o caminho dele, tentamos ajudar ao máximo enquanto esteve aqui, sabíamos das qualidades dele, que seja muito feliz lá, mas aqui queremos vencer”.
Numa segunda fase, o atleta realçou a rotatividade que tem sido introduzida no plantel orientado por Daniel Ramos e que, segundo o mesmo, só vem realçar a elevada qualidade do grupo. “Compete ao treinador decidir quem vai jogar, até porque diferentes jogos podem pedir soluções diversas, cada jogador tem a sua característica, mas fica vincado a diversidade que este plantel tem”.
Em jeito de balanço, Costinha mostra-se satisfeito com o tempo de utilização que tem tido até aqui, reforçando que “sempre que é chamado a entrar, dá o máximo em prol da equipa” e é isso que vai continuar a fazer.
 

Print
Autor: CA

Categorias: Desporto

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima