Fechou a “Loja da Preta” que vendia de tudo um pouco há mais de 80 anos

Oficialmente, o nome comercial era J. C. Dias Júnior e Herdeiros, mas a loja que faz canto entre a Rua Marquês da Praia e Monforte e a Rua Conselheiro Luís Bettencourt era conhecida como “Loja da Preta”, muito graças à primeira boneca mecânica que se viu em Ponta Delgada. Mas teve outro nome. Era também conhecida como a “Loja dos Alemães”, porque o edifício e a loja pertenciam a um polaco judeu, mas que toda a gente pensava ser alemão por se ter estabelecido em Ponta Delgada, fugido da II Guerra Mundial. Luzer Salles fundou a loja em 1937 como estabelecimento de quinquilharias. E assim se manteve quando em 1952 foi trespassada para João Costa Dias. Foi uns anos depois que foi adquirida a boneca por que ficou a ser conhecida até hoje esta loja emblemática, que encerrou portas no último dia de 2020. 
A boneca mecânica mexia a cabeça e os proprietários contaram, numa entrevista publicada em 2012 no Correio dos Açores, que a boneca manteve-se na montra mais de 60 anos e era motivo de atracção. Contava um dos sócios-gerentes do estabelecimento, Luís Dias que manteve o negócio com o irmão, que as pessoas vinham “de fora da cidade, por vezes nem vinham comprar nada, mas vinham só para ver a boneca porque corria a fama de termos a boneca mecânica e isso trouxe-nos muitos clientes na altura”.
A loja manteve as quinquilharias, tenha desde a mais pequena coisa – uma agulha ou um alfinete – até brinquedos, artigos de decoração e utensílios domésticos, e mesmo malas de viagem. Aliás, reza a história que a “Loja da Preta” terá sido dos primeiros estabelecimentos de Ponta Delgada a vender malas de matéria plástica para os emigrantes que rumavam aos Estados Unidos da América e Canadá.
Ao longo dos últimos anos, os proprietários já se vinham queixando da falta de clientela que se vinha agravando devido à crise que se instalou desde 2008. Nunca deixaram de vender mas as compras já não se faziam como antigamente. Em 2012, os irmãos Dias davam conta que o facto de estarem à frente – ou à porta - do estabelecimento, os ajudava a antever os pedidos dos clientes. “As pessoas habituaram-se que nós temos tudo”, diziam na altura os sócios-gerentes que referiam que era a eles que recorriam quando queriam encontrar algo que não se encontrava em mais nenhuma loja em Ponta Delgada. 
No último mês de 2020 a “Loja da Preta” esteve com descontos de 50% em todos os produtos, como forma de escoar stock antes do encerramento desta loja icónica da baixa de Ponta Delgada. 
No dia 31 de Dezembro de 2020 foi o último dia em que a “Loja da Preta” esteve aberta ao público. Com mais de 80 anos de existência, dos quais 68 – celebrados em Outubro passado – nas mãos da família Dias. Fechou-se uma das mais emblemáticas lojas de Ponta Delgada e a histórica boneca já não aparece sorridente na montra.                                         

Carla Dias

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima