Revista digital NetVolei LP7 assinala primeiro aniversário

Leandra Paz: Um ano depois continua com a mesma vontade e empenho

Um ano depois, continua com a mesma vontade, dedicação e empenho em divulgar temas e personalidades ligadas ao voleibol. A edição comemorativa do primeiro aniversário é, para Leandra Paz, tão especial quanto o primeiro número.

Persistência faz a diferença

Por ser uma edição especial, foi com imenso prazer que o jornal Correio dos Açores se associou à edição número cinco da NetVolei LP7, com um testemunho assinado pelo jornalista Marco Sousa, o qual transcrevemos na íntegra:
“Neste primeiro aniversário desta publicação, NetVolei LP7, uma palavra de apreço é devido à atleta do Volei Clube de S. Miguel, Leandra Paz, não só por defender uma modalidade que tanto gosta, mas principalmente por dar voz a outras tantas atletas e personalidades que fazem do voleibol a sua modalidade de eleição.
A revista Online tem crescido, não só em termos estéticos, como também nos conteúdos, onde fala, da modalidade no panorama regional, nacional e internacional.
Por exemplo, na sua última revista, surge o tema «Cenas Fixes – Sapatilhas», onde é aconselhável que «na hora da escolha das sapatilhas para jogar voleibol é preciso ter em conta o seguinte: Amortecimento, tracção, flexibilidade, ventilação, durabilidade, leveza e estabilidade». Este é outro exemplo do crescimento da revista, no seu conteúdo com texto e grafismos de Leandra Paz.
 A persistência faz a diferença e Leandra Paz tem marcado pontos neste capítulo, sempre em prol da sua modalidade, o voleibol”.

Conteúdos divididos por Zonas

Nesta 5.ª edição da “NetVolei LP7”, por ser uma edição especial, para além de vários testemunhos de quem colaborou com a revista durante os quatro primeiros números, tanto na escrita como na sua divulgação, surgem temas relevantes, que Leandra Paz divide por Zonas. A criatividade continua na publicação, e para quem não sabe, por exemplo, a Zona de uma quadra de voleibol é dividida por linhas marcadas no chão, constituídas por Zonas. Zona de ataque, é a área mais próxima da rede, na qual os jogadores atacam mandando a bola para a área adversária, mas também existe a Zona de defesa, que é a área mais afastada da rede, na qual os jogadores rebatem e defendem as bolas vindas da área adversária. Na edição número cinco da revista NetVolei LP7 surgem as Zonas de conteúdos, depois da primeira, a Zona 1 – Apresentação:
A Zona 2 – Factos, é dedicada ao Volei Clube de São Miguel, com uma abordagem à trajectória desde 1984.
A Zona 3 – Perfil conta com uma dupla de atletas de alto nível e referências, do voleibol nacional e internacional. Paula Pequeno, do Brasil, e Miguel Maia de Portugal. Duas inspirações para todos os atletas de voleibol.
A Zona 4 – Destaque, vai para a comemoração de 1.º ano da revista NetVolei LP7, com testemunho de quem colaborou na revista, durante os quatro primeiros números.
A Zona 5 – Bola no Ar – Formação Açores, dá a conhecer cinco atletas de cinco diferentes clubes, das ilhas de São Miguel, Terceira e Flores, da formação açoriana de voleibol, e que contribuem para que a prática do voleibol continue bem activa.
Na Zona 6 – Perspectivas, as atletas micaelenses de referência, Marta Félix e Fabiana Costa, mãe e filha, falam do seu percurso e como o voleibol foi importante na relação entre ambas.
Na Zona 7 – Cenas Fixes, aborda a osteopatia, terapêutica muito usada por atletas e que Leandra Paz considera uma mais-valia no desempenho desportivo.

Incentivada em “prosseguir
com esse projecto”

Neste primeiro aniversário da revista NetVolei LP7, chegamos à fala com Leandra Paz, que começou por reforçar que “o conceito desta publicação, exclusivamente digital, é a divulgação do voleibol, através de temas e de entrevistas que considero interessantes e que gosto de partilhar com quem lê. Não é uma regista de clubes, onde as pessoas e o desporto, em particular, o voleibol, são os mais importante”.
Mais disse que “uma vez que 2020 foi um ano diferente para todos nós e a nossa vida mudou bastante, o voleibol não foi excepção e, por isso, há algumas referências ao beach ténis, modalidade que, ajudou-me imenso, a superar a falta do voleibol durante a pandemia”.
E porque quatro edições foram minuciosamente elaboradas, Leandra Paz acrescenta que “neste primeiro ano existência, tive a oportunidade de conhecer pessoas fantásticas, que me inspiram de diferentes formas, cujo contributo foi essencial e o qual agradeço imenso. Destas parcerias, ficou a amizade, a disponibilidade e o interesse mútuo em projectos pessoais”.
Por receber sempre um feedback muito positivos, de pessoas e instituições de diferentes lugares, faz com continue “a acreditar que este é um projecto inovador e acarinhado por muitos. Foi também neste ano, que vários órgãos de comunicação social dos Açores, divulgaram o meu projecto, sempre com uma palavra de incentivo, o qual muito agradeço”.
Assim sendo, e como foi um ano muito positivo, Leandra Paz está incentiva em “prosseguir com esse projecto”, porque vai continuar ligada ao desporto e porque tem “muitas pessoas, de vários lugares, disponíveis em colaborar. Foi, na realidade, um ano fantástico para a Net Volei LP7 e que só foi possível pela participação de todos os colaboradores e leitores. Obrigada a todos”, finaliza.

MS

 

Print
Autor: CA

Categorias: Desporto

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima