Unidade de Saúde garante o “mais rápido possível” a substituição de médica de família na Candelária e Ginetes

 As unidades de saúde da Candelária e Ginetes estão desde ontem com menos um médico de família. A médica de família Ana Bicho está de baixa de maternidade e os utentes da Candelária, Várzea e Ginetes estão a queixar-se de não conseguir marcar consultas e de não terem agora quem lhes passe receituário.
Sem saber como se irão processar as consultas de rotina ou de urgência, com menos um médico ao serviços daquelas unidades de saúde, a população dá conta que tem até tentado ligar para o Centro de Saúde de Ponta Delgada, mas sem sucesso.
O Correio dos Açores contactou a Unidade de Saúde de Ilha de São Miguel (USISM) que confirma que a médica Ana Bicho está desde ontem de baixa de maternidade e que o Conselho de Administração está a diligenciar “o mais rápido possível” um médico de família que possa substituir a clínica.
Sem conseguir determinar quanto tempo poderá demorar esta substituição, a USISM dá conta que as unidades de saúde de Candelária e Ginetes podem continuar a passar receituário a quem dele necessita.
Para isso, e apesar de estarmos em tempo de pandemia e de recolhimento domiciliário, os utentes podem ligar para a própria unidade de saúde ou enviar um mail para a mesma, solicitando a renovação de receituário que será atendida já que “os processos dos utentes estão informatizados” e qualquer médico consegue ter acesso ao sistema e passar as receitas de acordo com o necessário e usual. Já em relação a consultas, a USISM dá conta que aquelas duas unidades de saúde têm consultas de urgência que podem ser pedidas por qualquer utente que assim necessite e “há respostas para os casos urgentes” apesar da pandemia.

 

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima