25 de julho de 2021

Recados com amor...

Ricos! O Município do Nordeste, celebrou o seu 507º aniversário e teve como palestrante o antigo Presidente do PSD e agora comentador politico e afins… Marques Mendes, que depois da palestra, vestiu as vestes de Conselheiro de Estado para arribar a Santana para reunir com o meu querido Presidente Bolieiro… Como se lembram, Marques Mendes quando foi da formação do XIII Governo dos Açores, disse na SIC no seu comentário dominical que a “percepção” nacional sobre o acordo entre o PSD e o Chega nos Açores “envenena o PSD”, sendo um “passaporte” para o partido “perder eleitores” e uma “avenida para o crescimento do Chega”. Depois do Conselheiro de Estado ter reunido com Bolieiro acabou por dizer aos jornalistas quando o confrontaram com as declarações que então proferiu, que as circunstâncias nacionais e regionais “são completamente diferentes” e aquele acordo é uma “solução ditada pelos princípios da autonomia regional, que não é replicável a nível nacional. Mas porque razão o Comentador e Conselheiro de Estado não disse na altura o que disse agora? O que é que mudou de Novembro até agora? É por essa e por outras que os políticos estão pelas ruas da amargura… 


Meus Queridos! Tinha jurado a mim mesma não falar tão cedo sobre a COVID e companhia, … mas a praga que desembarcou agora na Ilha de Jesus deixou-me de pé atrás… resolvi então telefonar à minha prima Maria da Praia para saber como é que ela ia andando e como vão as coisas pela Terceira… Contou-me ela que ouviu dizer que vai haver restrições para conter a expansão do vírus, na Ilha de Jesus… e eu pedi-lhe para ela de caminho telefonar ao Jornalista Armando Mendes… para saber se ele vai agora defender o encerramento da Terceira… tal como há tempos, propôs que se fizesse em São Miguel… É que a minha prima Francelina tem uns familiares chegados que já marcaram viagem para irem visitar os parentes que já não vêm desde há dois anos… Vamos ver se eles não perdem os bilhetes do avião e se a “profecia”  de Armando Mendes não se realiza e eles conseguem, mesmo com cautelas redobradas chegar até à Terceira!


Ricos! Isso é que vai uma balbúrdia no Hospital do Divino Espírito Santo. A coisa começou mal desde início com a demissão a destempo da Administradora que tinha a seu cargo o sector financeiro e que entendia que a Directora do Serviço devia manter-se até ao fecho das contas do ano de 2020, o que não foi aceite pela Administração… e gerou logo uma baixa de uma das administradoras que não chegou a aquecer o lugar… Agora vai por aí um alevante por causa de uma suposta rede de familiares que têm sido nomeados para vários cargos no maior Hospital da Região. Não quero meter-me nesses meandros mas estou curiosa para ver como é que o governo vai responder ao requerimento do Deputado António Lima do BE, que quer ver tudo esclarecido… Se não houver justificação convincente do Governo, a coisa fica feia porque põe por terra o que tem sido apregoado pelos governantes… apesar do meu querido Presidente Bolieiro ter procurado “meter sal na moleira” da Presidente do Conselho de Administração do Hospital do Divino Espírito Santo Cristina Fraga. Numa instituição como aquela, não dá certo uma gestão autocrática, porque os  profissionais que lá trabalham também têm opinião sobre a forma de melhor gerir o Hospital para acomodar as necessidades de cada serviço… E já agora seria bom publicar o relatório sobre o ataque informático para que se saiba o que esteve na sua origem e afastar qualquer suspeita mal fundada…. O Verão parece que vai ser quente ainda por cima com eleições autárquicas à porta, … mas para mim que não sou mulher de me meter em políticas, e como utente do Hospital do Divino, enquanto os Centros de Saúde não passarem de enfermarias de retaguarda…  quero é ver o imbróglio do Hospital esclarecido para bem da instituição e dos utentes que a ela recorrem. 


Ricos: Certamente que já ouviram falar no ping-pong da colocação das escadas de acesso à zona balnear da Ferraria, que mais parece uma telenovela mexicana. Uma zona de atração turística muito procurada chega ao mês de julho sem um acesso condigno e mais parece que estamos no terceiro mundo sem que os políticos se entendam sobre o que é importante para as populações. É para a semana que serão colocadas as escadas de acesso, mas quantas quedas já se deram naquela zona desnecessariamente. Faz bem a autarquia dos Ginetes, numa autêntica bofetada de luva branca, responsabilizar-se em dotar aquele espaço das condições mínimas de acesso seguro. A minha comadre Geraldina, que todos os anos vai banhar-se naquela poça de água quente no mar, fez bem em voltar para trás, com receio de quebrar a bacia, já que não consegue subir aquelas pedras escorregadias, que são perigosas para novos e idosos. Valha-nos Santa Engrácia e dê tino aos políticos para que se entendam.


Meus queridos! O Papa Francisco, nos seus 84 anos, resolveu que a partir deste ano, o dia dos Avós fosse celebrado, conjuntamente com o Dia do Idoso, sempre no quarto Domingo de Julho, que é o Domingo que fica mais próximo do dia 26 de Julho, em que a Igreja comemora Sant’Ana e São Joaquim, avós de Jesus, e que tem sido, desde há muito, em muitos lugares, o Dia dos Avós. Eu até compreendo a mudança para um Domingo que é sempre um dia mais lembrado e o mesmo já fizeram com o Dia das Mães que foi retirado do dia 8 de Dezembro para o primeiro Domingo de Maio e já estou a ver, daqui a dias, desviarem o Dia do pai, de 19 de Março, dia de São José, para um Domingo qualquer, ao raiar da Primavera… Eu bem sei que comercialmente até dá jeito, mas também sei que a intenção é ir desviando tudo dos símbolos religiosos. É o que está em marcha nesse tempo… em que também já há quem lute contra a existência de Dias de Pai, Mãe e Avós, por via de não ofender os ditos cujos da “igualdade e transformidade de género”. Independentemente de tudo isto, vai o meu ternurento beijinho para todos os avós e também para os netos e netas que deles bebem carinho, acolhimento e afecto… “Pais com açúcar”…


Ricos! A minha comadre Ermelinda telefonou-me a informar da azáfama já vai por aí com o aproximar das eleições autárquicas. Diz ela que é ver os Presidentes em funções e os putativos Presidentes a desdobrarem-se em acções de campanha, prometendo a tutti quanti um vistoso roseiral ou um magnânimo laranjal, na fundada expetativa de ganharem as eleições. Ermelinda confessou-me que a criatividade dos candidatos tem sido mais do que muita e ela vai-se apercebendo que as organizações vão abrindo simpaticamente as suas portas para as visitas da praxe dos ilustres políticos concorrentes, porque não vá o diabo tece-las e é preciso estar de bem com Deus e com o diabo. Em tom jocoso Ermelinda disse-me que se plantar uma árvore dá direito a uma notícia nas redes sociais e nos órgãos de comunicação social, o dia-a-dia de cada candidato já preenche o guião inteiro para a dobragem de uma novela mexicana, dado que a cada passo que é dado pelo candidato, rodeado do seu staff fica registado com sorrisos e muitas cotoveladas, já que não há lugar a apertos de mão devido ao maldito Covid 19. A minha comadre espera que as férias possam dar um descanso aos candidatos e como eleitora ela prefere apanhar um pouco de sol, pois a vitamina D… é um excelente tónico para a manutenção dos ossos e da função muscular. Prometeu-me ainda que vai fazer uma lista das gafes que no afã de debitar promessas é um tal dar inúmeras calinadas… 


Meus queridos! O meu querido Bispo Lavrador acaba de anunciar a lista das colocações de Padres em toda a diocese que, como se sabe, agora segue o esquema de divisão por Vigararias, Nascente, Centro e Ocidente… Fiquei muito contente por o meu querido Padre Galvão continuar aqui na Matriz de Nossa Senhora da Estrela que lhe tem dado um trabalhão para a sua conservação e renovação e que agora está voltado para a torre sineira para onde as malfadadas pombas e rolas vão deixar de poder entrar e estragar tudo lá dentro, pois como se sabe as torres são os maiores viveiros dos pássaros e coitado de quem tem de limpar os montes da dita cuja que lá deixam todas as noites… Mas o que vi na lista é que continua uma grande falange de padres que parece que são intocáveis, enquanto outros quase não têm tempo de aquecer lugar… Vai um ternurento beijinho para os que saltam de ilha em ilha e de um modo especial para um novel sacerdote a quem calhou um voo de garça para as Flores…


 

Print
Autor: CA

Categorias: Maria Corisca

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima