Destino Açores ultrapassa a barreira de um milhão de dormidas de Janeiro a Setembro com aumento significativo de estrangeiros

O sector do alojamento turístico registou 2,1 milhões de hóspedes e 5,6 milhões de dormidas em Setembro de 2021, correspondendo a aumentos  de 52,3% e 58,4%, respectivamente (+35,5% e +47,9% em Agosto, pela mesma ordem). Os níveis atingidos em Setembro de 2021 foram, no entanto, inferiores aos observados em Setembro de 2019, tendo diminuído o número de hóspedes e de dormidas, 28,9% e 26,6%, respectivamente.
Em Setembro, o mercado interno contribuiu com 2,6 milhões de dormidas e aumentou 26,8%, continuando a superar os níveis do período homólogo de 2019 (+15,6%). As dormidas de não residentes duplicaram face a Setembro de 2020 (+100,7%) e totalizaram 3,0 milhões de dormidas, mas foram cerca de metade das registadas em Setembro de 2019 (-43,9%).
No 3º trimestre de 2021, as dormidas decresceram 30,7% face ao mesmo período de 2019 (+15,8% nos residentes e -52,6% nos não residentes). Comparando com o 3º trimestre de 2020, registaram-se acréscimos de 57,1% (+31,5% nos residentes e +102,4% nos não residentes).
As dormidas registadas nos primeiros nove meses de 2021 já superaram o valor registado para a totalidade do ano de 2020. Neste período, as dormidas totais aumentaram 19,5%, resultante de crescimentos de 28,7% nos residentes e de 9,4% nos não residentes.  
Em Setembro, 19,5% dos estabelecimentos de alojamento turístico estiveram encerrados ou não registaram movimento de hóspedes (17,4% em Agosto).
Dormidas de residentes aumentaram em todas as regiões nos primeiros nove meses
Nos primeiros nove meses do ano, todas as regiões apresentaram crescimentos no número de dormidas, com realce para a evolução apresentada pela Região Autónoma dos  Açores (+106,3%) e Madeira (+45,8%).
As estatísticas demonstram que todos o turismo está a retomar a confiança no destino Açores, sendo cada vez mais aqueles que ultrapassam a barreira do avião para chegarem ao arquipélago, já que depois de chegarem às ilhas açorianas, este é o espaço onde se sentem mais confortáveis em Portugal.
 Entre Janeiro e Setembro, registaram-se aumentos em todas as regiões no número de dormidas de residentes, com destaque para as evoluções registadas na Madeira (+109,9%); Açores (+96,3%); e Algarve (+35,2%).
 Neste período, em termos de dormidas de não residentes, registaram-se diminuições na Área Metropolitana de Lisboa (-6,1%), enquanto as restantes regiões apresentaram crescimentos, com realce para a evolução apresentada pelos Açores (+127,1%).
Torna-se evidente que foi ao nível dos turistas não residentes que mais aumentou a confiança em chegar ao destino Açores. E terá sido esta percepção por parte das companhias aéreas internacionais, inclusivamente dos EUA, que estão a anunciar o aumento ou mesmo o início de voos directos do estrangeiro para a Região que tem evidenciado elevados índices de segurança sobretudo na saúde, com o controlo da Covid.
Um outro indicador importante para o destino Açores é o crescimento da estadia  dos turistas na Região, o que vem confirmar que estão bem na Região
Mesmo assim, de Janeiro a Setembro, os números ainda são baixos De 166.100 turistas estrangeiros nos primeiros nove meses de 2020, passou-se para 377.400 turistas no mesmo período de 2021 quando, de Janeiro a Setembro de 2019 estiveram nos Açores 1.098.500 turistas.
O Algarve concentrou 33,5% das dormidas em Setembro, seguindo-se a Área Metropolitana de Lisboa (19%); o Norte (15%); e a Madeira (12,4%).
                                                   

J.P.

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker