16 de janeiro de 2022

Recados com Amor...

Meus Queridos! Eu fiz parte dos 3,2 milhões de pessoas que se sentaram diante da televisão para assistirem ao debate entre os candidatos a Primeiro-ministro, António Costa, como repetente, e Rui Rio, como estreante. Cada um falou das propostas com que se apresenta às eleições do dia 30 de Janeiro, e as diferenças programáticas de cada um. O PS ainda está “prisioneiro” de muitas políticas do Bloco de Esquerda, que lhe custaram os olhos da cara, e que são causa do divórcio entre o PS e o BE, mas que apesar disso Costa gostaria de manter, não fosse as obrigações impostas por Bruxelas relativamente ao Pacto de Estabilidade e Crescimento, que embora suspenso pela Pandemia vai regressar à agenda da EU. Mas o que eu vi e ouvi, mais de três milhões também assistiram ao debate do ano, embora não resista a lembrar o que Rio disse sobre a TAP, que é bom não esquecer para se perceber como é que as empresas “majestáticas” são geridas à custa dos dinheiros dos contribuintes. Rui Rio, como ferrenho nortista, sente-se discriminado pela Companhia aérea que mandou o Porto às malvas enquanto a TAP apaparica outros mercados, como o espanhol… Rio disparou não uma bazuca, mas uma seta que foi direita ao âmago da questão atingindo o dono da empresa que é o Estado. A TAP tem uma linha que começa em Espanha e vai até São Francisco na Califórnia, com uma paragem em Lisboa, onde recebe passageiros e até aí tudo bem; o pior é que o passageiro que embarcou em Espanha paga apenas “190 euros de Madrid a São Francisco com escala em Lisboa, e o português,   que apanhar o avião em Lisboa para ir para São Francisco paga 697 euros”. É obra… mas o pior é que a TAP… em nome do accionista que é representado pelo Governo, reagiu explicando que a diferença de preços se deve ao facto de um voo ser directo e o outro não. Isto é , para encher um voo para os EUA a TAP tem de ir buscar passageiros a outras paragens, e só consegue convencer os espanhóis se fizer uma tarifa mais barata, enquanto que diz que os voos directos são normalmente mais caros do que os voos com escalas… Eu, que sou uma leiga na matéria, pergunto como pode um cidadão nacional que toma o avião em Lisboa, com menos tempo de voo, não porque assim deseja, mas porque essa é a opção da TAP, paga quase 700,00 euros e o espanhol que vem da Catalunha ou de Madrid paga apenas 190 euros para ir para o mesmo destino? Enquanto isso, os contribuintes vão gemer com injecções de mais de três mil milhões de euros para limpar a companhia antes do Governo ter de vender 50% da empresa. A divergência entre o PS e o PSD é que Rio quer vender 100%, enquanto o PS se contenta com apenas 50%, que é o mínimo que a Comissão Europeia exige para viabilizar a empresa à custa dos dinheiros públicos…. E assim vamos cantando e rindo... até um dia!


Meus Queridos! Já disse muitas vezes aqui nos meus recadinhos que não sou mulher de política, e a excepção que fiz foi ver o frente a frente entre Costa e Rio,  mas a minha comadre Maria da Praia, que é uma política dos quatro costados… telefonou-me para dar conta da sua opinião sobre  o debate na televisão entre o ainda Primeiro - Costa e o candidato a Primeiro-ministro Rui Rio… Segundo Maria da Praia, o debate foi animado e deu para perceber as diferenças entre os dois candidatos à cadeira de São Bento, assim como algumas teimosias de estimação dum e doutro, que nenhum deles consegue esconder… Minha comadre prefere não dizer quem achou que venceu o debate porque para isso existe a onda de comentadeiros e comentadeiras em todos os canais de TV, rádios e redes sociais, que vão debitando os soundbites de acordo com as cores de cada um… A minha comadre diz … que o que lhe ficou na cabeça foi a insistência do Primeiro -Costa em persistir que irá de pronto aprovar o Orçamento de 2022, se ganhar as eleições, Orçamento que foi chumbado por todos os partidos na Assembleia da República, exepto o Partido Socialista… e que Costa  faz dele uma bandeira embora “murcha”… e para mostrar o instrumento da estucada que o seu Governo levou na Assembleia da República… terminou o debate mostrando em grande plano o dito cujo Orçamento… parecendo querer dizer que foi por via do chumbo dele… que tudo está a acontecer. Mas Costa, mostrando a sua arte de tourear os incautos… e num comício que fez depois do debate à porta do Capitólio onde se realizou o debate, respondendo a uma pergunta de uma jornalista “estagiária” sobre o perigo do PS ter uma maioria absoluta, disse logo que não havia perigo nenhum porque o Presidente Marcelo Rebelo de Sousa, que é muito querido pelo povo, não deixaria que houvesse qualquer prepotência do Governo maioritário do PS… Maria da Praia diz que é uma faiena à moda de Costa… emparceirando Marcelo Rebelo de Sousa à necessidade de uma maioria absoluta nas próximas eleições… Resta saber se há por aí uma enchente que esteja satisfeita com tal proposta… e vá por isso pensando que será o céu que chegará à terra prometida! É um .istério que só se saberá na noite do dia 30 de Janeiro.

Ricos! Contou-me a minha prima da Rua do Poço que a Câmara do meu querido Presidente Nascimento Cabral decidiu arrumar na gaveta o projecto das obras na praceta Gonçalo Velho que já estava aprovado, depois de críticas e debate público, e lançar um novo concurso de ideias, abrangendo toda a zona do centro da cidade, depois das alterações de trânsito que muita gente ainda estranha sem entranhar. Sempre achei que as mudanças devem ser graduais e pensadas para não andar tudo para aí num faz que anda mas não anda. O que a minha prima me diz é que estranha todo este frenesim com as Portas da Cidade e ruas adjacentes e que seja cada vez maior o silêncio da Câmara e também do Governo relativamente às Galerias da Calheta que ai continuam encurraladas em taipais à espera que se cumpra o prometido… A minha prima da Rua do Poço lembra que foi pelo Governo prometido que em Setembro seria revelado o projecto para a zona. Quatro meses depois, nada e toda a gente à espera… Feliz ficaria a minha prima se a Câmara também dissesse ou fizesse alguém dizer o que vai sair dali. Para a gente não pensar que afinal aquilo é terra de ninguém… ou mina que já não dá ouro.

Ricos! E por falar do meu rico Presidente da Câmara Nascimento Cabral, fiquei muito satisfeita por saber que está em estudo pelo Município alargar o horário da Polícia Municipal certamente para a tão necessária vigia diurna e nocturna… Além disso, e depois da notícia que o jornal que me acolhe no seu seio publicou sobre o abaixo - assinado de 700 moradores, comerciantes e transeuntes que pediam à Câmara mais limpeza e segurança na antiga rua do Valverde onde os frequentadores da noite fazem praticam sexo explícito, conspurcam a rua com dejectos e outros, além de consumirem drogas sem respeito por quem por lá passa e mora, a Câmara anunciou que fez a contratação de uma empresa para limpar com água a baixa da cidade aos fins-de-semana em ruas com estabelecimentos nocturnos e restauração, tal como acontece noutras cidades onde circula muitas pessoas ao fim de semana. Trata-se de uma medida de higiene que é de assinalar.

Meus queridos! Disse-me a minha vizinha aqui da minha Rua Gonçalo Bezerra que este ano e por via da Covid, mais uma vez vamos ficar sem Noite das Estrelas aqui na cidade-norte. Sei que muitos nem vão pensar nisto porque estarão a fazer a digestão dos resultados das eleições da ante-véspera, mas vou sentir a falta da tradição pelas ruas, embora saiba que nesta altura do campeonato mais vale ser prudente, tal como já fizeram os romeiros que também não saem à rua em 2022. O que se espera da autoridade de saúde é que tenha capacidade de uniformizar as decisões para que não seja uns a cancelar e outros a fazer ao seu bel-prazer. Se há coisas em que a política deve estar longe, … o bicho é uma delas, porque andam por aí uns espertos que nas redes sociais tentam todos os dias culpar o Governo, como se ele fosse o dono do “bicho” que se chama Covid-19, e que até já se pode rebaptizar por Covid-22… e não enxergam os números que vão no país e mesmo aqui ao lado na nossa vizinha pérola do Atlântico. Tenham dó!

Ricos! Estava eu a escrever estes meus recadinhos, nesta Sexta-feira, para os ir entregar ao meu querido Director do jornal que tão generosamente me acolhe no seu seio quando soube da notícia do falecimento do desportista e jornalista desportivo Floriano Machado, que dedicou uma vida inteira ao desporto de São Miguel e dos Açores, especialmente no futebol e no hóquei, de que foi exímio praticante. Sei que era leitor atento dos meus recadinhos e de todo o Correio dos Açores. Fica mais pobre o panorama desportivo regional e Floriano Machado será sempre recordado pela sua irreverência e pela sua alegria contagiante. Mais um grande valor que nos deixa!

Ricos! E a terminar estes meus recadinhos quero mandar um ternurento beijinho ao meu querido e sempre atento leitor e velho colaborador do jornal que tão generosamente me acolhe no seu seio, Carlos Rezendes Cabral, pois que, notando a falta dos seus “Temas ao Acaso” semanais, soube que lá para os lados do rectângulo, onde foi passar o Natal com a família, teve um problema de saúde que o tem atrapalhado e de que felizmente está a recuperar. Para ele os meus votos de melhoras e bom regresso a casa e às colunas do jornal onde escreve há quase meio século, votos que o Director do Jornal Américo Natalino e o Director Adjunto, Santos Narciso expressem com enorme amizade.

Print
Autor: CA

Categorias: Maria Corisca

Tags:

Theme picker