Federação da Pescas pede ao Governo dos Açores para interditar pesca ao alfocim em favor do imperador

 A Federação das Pescas dos Açores solicitou ontem ao Governo dos Açores para interditar a pesca ao alfocim nos Açores em favor do imperador. As duas espécies piscícolas estão enquadradas na mesma unidade populacional ‘Beryx spp’. Acontece que o preço médio do alfocim em lota na Região é de 5,76 euros o quilo e o preço médio do imperador no mesmo espaço de tempo é de 28,62 euros o quilo.
Como a quota é única, entende a Federação das Pescas dos Açores que, interditando a pesca ao alfocim em favor do imperador, atinge-se o objectivo de “maximizar o rendimento económico desta quota para os armadores, pescadores e mercado adjacente”.
A intenção da implementação deste modelo de gestão, solicitada pela Federação das Pescas dos Açores, “vai proporcionar um bem-estar sócio-económico aos profissionais do sector, por estas espécies terem um elevado valor comercial, e pretender-se um contínuo crescimento da valorização económica das espécies”.
A Federação das Pescas, além de pretender que a legislação regional seja alterada para que, este ano, quer que as 123 toneladas da unidade populacional dos ‘Beriyx spp’, se concentre  apenas no imperador, pelo que propõe também um modelo de gestão “atribuindo limites por maré e por mês para as embarcações costeiras e locais.” No entender da Federação das Pescas, “este modelo permitirá uma constante oferta, capaz de atender à exigente procura destas espécies no mercado regional”.
Realça o organismo que armadores e pescadores “estão a ser penalizados pela redução de quotas e estas espécies não são excepção, afectando directamente a economia do sector”.
A Federação das Pescas acresce que tem vindo a trabalhar nestas matérias em conjunto com a Direcção Regional das Pescas “para uma melhor gestão da quota dos Beryx.
Segundo as estatísticas da Lotaçor, entre os dias 1 e 20 foram pescadas 1,5 toneladas de alfocim no valor de cerca de 1,5 milhões de euros, o que representa um preço médio de 9,88 euros o quilo em lota. No mesmo período de tempo foi pescada uma toneladas de imperador, no valor de 3,2 mil euros, o que representa um valor médio por quilo de 29,48 euros o quilo.

Quem olha pelos
consumidores?

 A lógica da Federação das Pescas de se deixar de pescar o peixe que menos valor tem em lota (o alfocim, ao preço médio de 5,76 euros) para só se pescar o que, dentro da mesma quota, mais valor atinge na lota (o imperador, ao preço médio de 28,62 euros), é exclusivamente a do lucro puro e duro, sobretudo para os armadores e também para os pescadores, esquecendo, de forma inadmissível, os consumidores açorianos.
Neste contexto, é competência do Governo dos Açores não perder o foco dos consumidores da Região que, por vezes, conseguem, com dificuldade, chegar aos preços do alfocim e não têm meios para chegar ao preço a que o imperador chega ao consumo na Região.
Para o consumidor açoriano, a decisão mais acertada será manter uma percentagem de quota para a pesca do alfocim de forma a garantir o abastecimento do mercado local a preços mais acessíveis e não concentrar toda a quota no imperador.
Aliás, a Direcção Regional das Pescas, ao definir quotas para determinadas espécies, deverá igualmente definir percentagens de quota para o abastecimento local destas espécies, garantindo disponibilidade de recursos da pesca a preços acessíveis ao consumidor local.
Com os apoios públicos que existem para o sector pesqueiro açoriano, não está a agir correctamente um Governo que embarca unicamente na lógica do lucro para armadores e pescadores, esquecendo os consumidores. Até porque muito dos apoios financeiros à pesca resultam dos impostos dos açorianos!
Isto para já não abordar a decisão de liberalizar o preço do pescado que tem feito com que o peixe atinja valores incomportáveis na última venda sem que haja meios de fiscalizar quem ganha demais em toda a fileira entre o pescador, a lota e o posto de venda na Região. Mas este é assunto para outro dia.

 

Print
Autor: João Paz

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker