Operação de Verão da SATA para a ilha do Faial com mais 55 mil lugares do que os utilizados em 2017, diz Ana Cunha

A Secretária Regional dos Transportes e Obras Públicas e o Presidente da companhia aérea açoriana, Paulo Menezes, estiveram ontem na Comissão de Economia da Assembleia Legislativa Regional dos Açores para falar da operação para o Verão para a ilha do Faial que tem sido assunto de debate, pois a ilha tem reclamado mais voos, mas tudo indica não haver necessidade para isso. A secretária revelou que a SATA vai disponibilizar neste Verão IATA mais 55 mil lugares para o Faial do que os que foram utilizados no ano passado. Ana Cunha, citada pelo GAcS, frisou que “a oferta de 2018, no total do verão IATA, é superior à oferta de 2017”, existindo “no seu global, e em relação a todas as rotas, uma disponibilidade de 55 mil lugares a mais, em relação ao que foi utilizado no ano transato”. Para a titular da pasta dos Transportes, segundo o mesmo documento, “trata-se de um ajustamento àquilo que foi efetivamente realizado no ano passado, ajustamento esse necessário, feito no planeamento da operação de 2018”. A Secretária Regional disse também, tendo em conta a mesma fonte, que os números com que o Governo dos Açores trabalhou neste dossier, como em qualquer outro, “são números credíveis”, já que “são os números que foram fornecidos pela empresa, e com base na operação, no efetivamente realizado”. “O que há, de facto, é um excesso. Houve um excesso de oferta referente a 2017, em relação a 2016”, o que, segundo Ana Cunha, “originou um número de lugares não utilizados nas operações de e para a ilha do Faial que obrigou a que a SATA, no planeamento da operação para 2018, nomeadamente no verão e, mais concretamente ainda, nos meses de julho e agosto, fizesse um ajustamento daquilo que é a sua oferta à utilização do ano transato, sempre com uma margem que potencie o crescimento”. Assim sendo, acrescentou, tendo por base a nota do GAcS, “a oferta é superior à utilização, nomeadamente nos meses de julho e agosto, com uma margem que pode acomodar ainda um crescimento na utilização”. A Secretária Regional afirmou que “o número de frequências diminui em 17”, em julho e agosto, “por oposição ao acréscimo dessas mesmas frequências nos meses que não são os do pico do verão”. Ana Cunha salientou ainda que este “é um critério da SATA, aplicável no planeamento da estação e da operação em relação a qualquer uma das suas rotas”, escreve o GAcS. Recorde-se que recentemente houve uma manifestação por causa da operação de Verão para o Faial, a que se juntaram algumas forças políticas. Na altura, A SATA informou que, contrariamente ao que tem sido divulgado, a operação deste verão IATA para a ilha do Faial foi desenvolvida tendo por base a operação realizada na estação homóloga do ano 2017 e procura tanto quanto possível otimizar e adequar as rotas da Horta ao tráfego registado a fim de garantir uma maior eficiência operacional. Assim, de acordo com o comunicado: - “Na sua globalidade, a operação da SATA no verão IATA de 2018 oferece 243.643 lugares para a ilha do Faial, isto é, mais 55.167 lugares do que os utilizados no verão do ano passado. - No peak do verão (julho e agosto), serão oferecidos 83.710 lugares para a ilha do Faial, mais 8.897 lugares do que os utilizados em idêntico período do ano passado. - Na rota Lisboa-Horta-Lisboa estão previstos realizar ao longo verão IATA 2018 486 voos, mais 2 voos do que os realizados no verão de 2017. Nesse período, serão oferecidos 77.702 lugares, portanto mais 205 lugares do que os oferecidos na estação homóloga do ano anterior e mais 16.117 lugares do que os utilizados nessa mesma estação. - Nos meses de julho e agosto de 2018, na rota Lisboa-Horta-Lisboa, estão previstos realizar 178 voos (89 rotações). Embora esta oferta seja inferior em 8,5 rotações (17 voos) face àquela que foi realizada em idêntico período do ano passado, importa ter presente que em julho e agosto de 2017 a procura na rota registou uma evolução negativa de 4% face ao período homólogo de 2016, tendo ficado por utilizar 4.612 lugares dos 31.917 disponibilizados. Aliás, houve 19 voos, cerca de 10% do total voos realizados no peak de 2017, que registaram uma taxa de ocupação inferior a 60%. - Nas rotas interilhas de e para o Faial (PDL-HOR-PDL; TER-HOR-TER; HOR-FLW-HOR; e HOR-CVU-HOR), no verão IATA de 2018, estão previstos 165.941 lugares, isto é, mais 39.050 lugares do que os utilizados em 2017 (126.891). - Na operação interilhas, a SATA poderá ainda vir a aumentar a oferta planeada caso se justifique em função da evolução da procura no longo da estação”, lê-se no documento.
Print
Autor: N.C.

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima