Ponta Delgada capital internacional do futebol jovem

À semelhança do anos anteriores, o torneio contou com a presença do patrono do torneio, este ano Durval Vasco Ferreira, Presidente da CMPDL, José Manuel Bolieiro, Director Regional do Desporto, António Gomes, Presidente do CUM Manuel Arruda o e o filho do homenageado José Manuel Ferreira, para além outras entidades e convidados do clube organizador. A edição de 2018, mantém a tradição das férias da Páscoa, volta a estar na agenda do Campo Municipal Jácome Correia. Conta com a participação de 16 equipas, 11 de fora de São Miguel, 320 atletas, mais de 500 acompanhantes entre elas do EUA, Canadá, Espanha, Continente e ilhas. O Presidente do Clube União Micaelense, Manuel Arruda, agradeceu todos os apoios, incluindo o da Câmara Municipal de Ponta Delgada, sem os quais não seria possível a realização, há 12 anos, do torneio internacional em questão, que tem vindo a atingir, de ano para ano, um cada vez maior sucesso e prestígio. Já o director Desportivo do União Micaelense e grande impulsionador desde a primeira hora do torneio, Arsénio Furtado coube a tarefa de fazer toda a explanação e toda a envolvência do mesmo, realçando algumas pequenas alterações em relação aos anos anteriores, principalmente a nível disciplinar Na hora dos discursos, o filho do patrono do torneio, José Manuel Ferreira, também um hoquista ferrenho do União durante muitos anos, descrevendo a dedicação de seu pai como atleta e dirigente ao União Micaelense, em alguns momentos com a voz embargada realçou “o meu pai chegou a colocar a sua vida em risco por causa do União”, relembrando a construção do campo da Grotinha. Para de seguida acrescentar que nunca tinha visto o seu pai com lágrimas nos olhos “viu-o quando lhe deu a notícia que o União Micaelense iria perder o seu campo da Grotinha”. Um momento de emoção que evadiu alguns dos presentes. Por seu lado o Directo Regional do Desporto António Gomes exibiu a camisola oficial do torneio, onde é visível o slogan “pais e filhos no desporto e a palavra Açores, oferecendo-a de seguida ao presidente do União Micaelense. A encerrar a conferência o Presidente José Manuel Bolieiro destacou ser uma “grande alegria e orgulho para o Município de Ponta Delgada” associar-se a esse evento desde a sua primeira edição. O autarca aproveitou o momento para destacar o empenho dos dois principais dirigentes do Clube União Micaelense, Manuel Arruda e Arsénio Furtado, considerando-os como “a alma e a referência de uma organização de grande dimensão em prol do desporto, neste caso concreto do futebol, que divulga, internacionalmente, não apenas Ponta Delgada, como os Açores em geral” Sobre o homenageado deste ano, Durval Vasco Ferreira, presente na conferência de imprensa, acompanhado da sua família, José Manuel Bolieiro destacou o seu “amor” pelo Clube União Micaelense e o seu “carácter”, afirmando que “a sociedade precisa de homens e de mulheres que lutem por aquilo em que acreditam. Todos temos uma dívida de gratidão para com o senhor Durval Ferreira, que fez tudo por um clube em que, ainda hoje, acredita”. No final, a nossa reportagem abeirou-se do patrono do torneio, Durval Ferreira, de 85 anos de idade, com alguma emoção foi nos dizendo “não esperava isso, mas perante tudo que estou a presenciar, não há palavras para descrever o que me vai na alma”, realçando “comecei a prática do desporto no hóquei em patins, por volta dos vinte anos, depois veio o futebol e fui até aos quarenta anos sempre com a prática desportiva.”
Print
Autor: JP/CM

Categorias: Desporto

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima