12 de fevereiro de 2018

Águia vence e aumenta vantagem

Importante vitória, por 2-0, do líder Águia dos Arrifes na sempre difícil deslocação ao terreno do Santiago, no jogo de destaque da 10.ª jornada da 1.ª fase do Campeonato Remax 4You de S. Miguel de futebol.  Um triunfo idêntico ao verificado na 1.ª volta e que coloca a formação arrifense mais destacada na liderança, ficando a oito pontos de distância do Santiago e Santo António, equipas que seguem nos lugares imediatos da classificação. O Águia não perde há três jornadas, ao contrário do Santiago que sofreu duas derrotas consecutivas. A equipa pauense já amargou três derrotas e consentiu dois empates, com adversários acessíveis. O Santiago, principal candidato ao título, comandado por Pedro Costa, está a dececionar e a atrasar-se do principal opositor. Já se encontra a oito pontos do líder Águia o que, para um campeonato bastante curto, já começa a ser demasiado.  Em Água de Pau e perante a arbitragem do veterano árbitro Duarte Travassos, os golos do líder destacado só surgiram na etapa complementar, através de Hakeem e de Hugo Moniz. Vitória deixa fugir 3 pontos No Pico da Pedra, Vitória e Santo António empataram a dois golos, num jogo em que a equipa da casa marcou cedo.  Logo aos 11’, Zequinha Dinis fez o primeiro golo, após bom cruzamento de Álvaro. Na jogada seguinte (14’), novo contra-ataque vitoriano e Álvaro, na área, foi tocado pelo guarda-redes contrário. Penalti indiscutível que Zequinha Dinis transformou em golo.  A vencer por 2-0, no primeiro quarto de hora de jogo, esperava-se uma vitória fácil da equipa comandada por António Oliveira. Só que o Santo António, equipa sensação deste campeonato, nunca desistiu da luta e Hugo Lima, aos 28’, reduziu num golo sublime marcado do meio da rua.  Até ao intervalo as oportunidades escassearam e o 2-1 era o resultado registado nos primeiros 45’. No 2.º tempo houve mais Vitória, apesar de Hugo Lima, logo aos 56’, ter colocado à prova o guarda-redes Bruno Monteiro, com este a evitar o golo através de uma boa defesa para canto. Mesmo a jogar com 10 jogadores desde os 69’, por expulsão de Marco Terra, a equipa de António Oliveira nunca descurou o ataque, tendo Zequinha Dinis, aos 28’ e aos 35’ criado ocasiões soberanas para ampliar. A maior perdida foi mesmo esbanjada por Joãozinho (79’) que, de frente para a baliza, rematou por cima. E como quem não marca arrisca-se a sofrer, os pupilos de Bruno Lourenço, sem nada fazerem por isso, chegaram ao empate já no tempo de compensação (90’+3). Foi na sequência de um livre descaído para a direita do ataque da equipa visitante, com vários jogadores na área do Vitória e B-10 a aparecer na molhada e a introduzir a bola na baliza de Bruno Monteiro. Autêntico “balde de água fria” para a equipa da casa. Reclamaram as hostes afetas ao emblema vitoriano, alegando que o jogador do Santo António tinha cravado a bola com a mão. O treinador António Oliveira foi mesmo bastante crítico para com o árbitro do jogo e após o apito final protestou veementemente com Pedro Amaral. Do nosso ponto de reportagem não vislumbramos qualquer irregularidade. Na área encontravam-se vários jogadores, por isso, além da distância considerável, impossível detetar uma mão no meio de tanta gente. Pelas oportunidades criadas, mormente no 2.º tempo, o Vitória não merecia perder pontos nesse jogo. O Santo António foi feliz pela forma como conseguiu alcançar o empate. O árbitro Pedro Amaral foi duramente contestado por ambas as partes, mormente na 2.ª parte. Sem razão aparente. Certa a decisão no penalti assim como na expulsão de Marco Terra, devido a duas entradas intempestivas. No segundo golo forasteiro permanece a dúvida se há ilegalidade ou não no lance. Pedro Amaral foi auxiliado por Fábio Oliveira e Marco Amaral.  O Mira Mar recebeu e goleou o Marítimo por 4-0. Marco Ventura, Alex, Rolito e Alexandre marcaram os golos. Com esta vitória, a equipa povoacense subiu ao 4.º lugar com os mesmos pontos do Marítimo. Dirigiu a partida o jovem árbitro Bruno Costa. Resultados da 10.ª jornada: Santiago, 0 – Águia, 2; Vitória, 2 – Santo António, 2; Mira Mar, 4 – Marítimo, 0. Folgou o Benfica Águia A classificação está assim ordenada: 1.º Águia, 22 pts (19 golos marcados e 6 sofridos); 2.º Santiago, 14 (14-10); 3.º Santo António, 14 (16-17); 4.º Mira Mar, 11 pts (16-16); 5.º Marítimo, 11 pts (14-20); 6.º Vitória, 7 pts (13-15); 7.º Benfica Águia, 4 pts (11-19). Próxima jornada (11.ª): Águia – Vitória (3-2 na 1.ª volta); Marítimo – Santiago (0-4); B. Águia – Mira Mar (0-3). Folga o Santo António.
Print

Categorias: Desporto

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima