Ensino da Matemática revela resultados “encorajadores” nos Açores, afirma Avelino Meneses

O Secretário Regional da Educação e Cultura salientou ontem, em Ponta Delgada, o registo de “resultados encorajadores” nos últimos dois anos lectivos nos Açores ao nível das aprendizagens da disciplina de Matemática. Avelino Meneses, que falava na cerimónia de entrega de prémios do 8.º Campeonato Regional dos Jogos Matemáticos, frisou que, nos anos lectivos de 2015-2016 e 2016-2017, os Açores registaram, ao nível do ensino desta disciplina, um “decréscimo de menções de insuficiente e de suficiente”, assim como um “acréscimo de bons e muito bons”. “Todas as ajudas são, naturalmente, preciosas”, afirmou o titular da pasta da Educação, nomeadamente a acção desenvolvida pela AMIL – Associação de Matemática Interativa e Lúcida, responsável pelo Campeonato Regional de Jogos Matemáticos, que funciona junto do ‘campus’ da Universidade dos Açores, em S. Miguel. No mesmo sentido, salientou que é em parceria com a Universidade dos Açores que, ao nível do 1.º e do 2.º Ciclo do Ensino Básico, a Região tem vindo a desenvolver um projecto de ensino da Matemática, através do ‘Método de Singapura’. Na sua intervenção nesta cerimónia, Avelino Meneses frisou que todos “ainda não somos demais” para a melhoria do ensino da Matemática “em benefício do aproveitamento escolar” dos estudantes, mas também em benefício “do progresso da Região e do país”. É que, apesar da sua “feição um tanto teórica”, a Matemática possui uma “utilidade indesmentível”, afirmou o Secretário Regional, acrescentando que a prova “está na História de Portugal”. Nesse sentido, recordou a influência da Matemática e do conhecimento de Pedro Nunes, por exemplo, na navegação marítima e, consequentemente, na expansão portuguesa nos séculos XV e XVI, e destacou o papel futuro da Matemática e das demais ciências “na sociedade da globalização, cuja maior riqueza reside no acesso ao conhecimento”. Foi por tudo isto que os Açores criaram o ProSucesso - Plano Integrado de Promoção do Sucesso Escolar, que pretende que os alunos do arquipélago completem a escolaridade obrigatória “no tempo próprio e feitas as devidas aprendizagens”, afirmou Avelino Meneses. Por seu turno, a vereadora Alexandra Viveiros, em nome do Presidente José Manuel Bolieiro, saudou a realização da oitava edição desta iniciativa, afirmando ser “sempre com reforçada alegria que vemos aqui reunidos tantos jovens, de vários estabelecimentos de ensino, de várias ilhas, a celebrarem o gosto pela Matemática e pela aprendizagem.” Segundo Alexandra Viveiros, “a par da salutar competição sobre os conhecimentos de cada um, este campeonato incentiva ao convívio entre alunos e à aplicação lúdica da Matemática no dia a dia. Sobretudo, estes jogos são uma forma de alcançar a excelência do ensino da Matemática nas escolas.” “O saber não ocupa espaço. Aos que não alcançaram os resultados desejados para a sua presença no campeonato nacional, sabemos que são premiados com mais conhecimento. Aos que hoje passam à competição nacional, fica o prémio pelo esforço e mérito com que se entregaram a esta fase regional.” - adiantou Alexandra Viveiros. Ainda de acordo com a vereadora, “todos vencem estes jogos, porque o importante é participar e dar o melhor de nós, não só na Matemática, como na escola. Vocês são o futuro e a participação activa na vossa educação – que é o que estão a fazer, também, nesses jogos – fará de vós melhores cidadãos.” Em nome do Presidente da Câmara de Ponta, Alexandra Viveiros, deixou “os parabéns à Associação de Matemática Interativa e Lúdica, pela realização dos jogos e pelos objectivos de fomentar nos nossos alunos a capacidade de concentração e sentido estratégico nas suas acções.”
Print

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima