Consumo de água em Ponta Delgada é mais do que a soma dos outros cinco concelhos de São Miguel e de que toda a ilha Terceira

De Janeiro a Setembro do ano passado foram consumidos nos Açores 15,5 milhões de metros cúbicos de água que representaram uma receita de 14,3 milhões de euros a 17 Câmaras Municipais da Região. O consumo de água na ilha das Flores não faz parte da estatística do SREA – Serviço Regional de Estatística. Foi no mês de Setembro que se consumiu mais água na Região (2,1 milhões de metros cúbicos de água no valor de pouco mais de dois milhões de euros. O segundo mês de maior consumo de água foi Agosto (dois milhões de metros cúbicos de água no valor de 1,8 milhões de euros. Na ilha de São Miguel foram consumidos, de Janeiro a Setembro, 7,9 milhões de metros cúbicos de água que renderam às seis Câmaras Municipais da ilha 8,1 milhões de euros. O mês com maior consumo de água em São Miguel foi Setembro com à volta de um milhão de metros cúbicos que rendeu uma receita de 1,1 milhões de euros aos seis municípios. O segundo mês foi Agosto com 999.356 metros cúbicos de água que representaram uma receita aproximada de um milhão de euros às seis Câmaras Municipais. Seguiu-se o mês de Julho com um consumo de 968.754 metros cúbicos de água, equivalentes a uma receita de 999.386 euros. Os meses de Julho, Agosto e Setembro são aqueles em que a população flutuante (turistas e emigrantes) é mais significativa nos Açores. Ponta Delgada é mais da soma dos outros 5 concelhos da ilha Na ilha de São Miguel, o consumo de água, de Janeiro a Setembro do ano passado, no concelho de Ponta Delgada (4,6 milhões de metros cúbicos) foi superior à soma dos outros cinco concelhos (3,3 milhões de litros) e representou para os Serviços Municipalizados de Abastecimento de Água da Câmara uma receita de 4,7 milhões de euros, também superior à soma dos outros cinco concelhos. O consumo de água em Ponta Delgada é também superior ao dos dois concelhos da Terceira juntos. Em Ponta Delgada são os particulares (2,5 milhões de metros cúbicos no valor de pouco mais de dois milhões de euros) que têm maior significado no consumo de água no concelho de Ponta Delgada; seguindo-se o sector empresarial com um consumo de 2,5 milhões de metros cúbicos de água e uma receita de 1,9 milhões de euros; e o sector público com um consumo de 574.874 metros cúbicos de água e uma receita de 773.179 euros. A tendência em todos os concelhos de São Miguel é a de um maior consumo de água por particulares, havendo também uma distância significativa entre o consumo de água do sector privado e do sector público. Só no caso do concelho de Nordeste, onde os particulares consumiram, nos primeiros nove meses do ano passado, 195.757 metros cúbicos de água representando uma receita de 234.834 euros, é que surge o consumo de água do sector empresarial (46.703 metros cúbicos e uma receita de 44.6322 euros) muito próximo do consumo do sector público (41.949 metros cúbicos de água no valor de 63.417 euros). Entre os concelhos micaelenses com mais consumo de água está em segundo lugar a Ribeira Grande com quase 1,6 milhões de metros cúbicos que representaram uma receita de, aproximadamente, 1,6 milhões de euros. Em terceiro lugar surge a Lagoa com um consumo de água de 619.296 metros cúbicos de água, o equivalente a uma receita de 662.208 euros; em quarto lugar o concelho de Vila Franca do Campo com um consumo de 533.244 metros cúbicos de água, representando uma receita de 547.240 euros; em quinto lugar está o concelho da Povoação com um consumo de 322.856 metros cúbicos de água no valor de 356.513 euros; e em sexto lugar encontrava-se o concelho de Nordeste com 284.409 metros cúbicos de água no valor de 356.513 euros. Ponta Delgada com maior consumo de água do que a Terceira De Janeiro a Setembro do ano passado, foram consumidos na Terceira 4,3 milhões de metros cúbicos de água no valor aproximado de 3,2 milhões de euros distribuídos pelas duas Câmaras Municipais da ilha. Em Ponta Delgada, consumiu-se, no mesmo período de tempo, 4,6 milhões de metros cúbicos que representaram uma receita de 4,7 milhões de euros. Na ilha do Faial foram consumidos 1,1 milhões de metros cúbicos de água que renderam à Câmara da Horta 958,8 mil euros. Foram consumidos na ilha de São Jorge 468.618 metros cúbicos de água no valor de 595.895 euros. Na ilha do Pico foram consumidos 800.828 metros cúbicos de água no valor de 908.847 euros. Em Santa Maria foram consumidos, nos primeiros nove meses do ano passado, 432,225 metros cúbicos de água que renderam à Câmara de Vila do Porto 275.855 euros. Foram consumidos na ilha do Corvo 25.004 metros cúbicos de água que representaram uma receita de 8.468 euros à Câmara Municipal da ilha.
Print
Autor: João Paz

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima