22 de janeiro de 2018

Diploma classifica 20 jazidas fósseis no laboratório ao ar livre de Santa Maria

Santa Maria, no entender do Governo dos Açores, possui fósseis marinhos “únicos, no contexto regional e nacional”, e as suas jazidas fossilíferas constituem “um verdadeiro laboratório ao ar livre com relevância internacional, conforme atestam estudos científicos recentes”. Pelas suas particularidades, a história e o património geológico e paleontológico de Santa Maria “exigem uma interpretação e divulgação que seja acessível a todos os que vivem ou rumam a esta ilha, tanto mais que existem vários locais onde se conhece a ocorrência de fósseis”. A criação deste Paleoparque tem como objectivo a protecção e a manutenção da paleobiodiversidade e a integridade dos valores geológicos e dos recursos e valores naturais e culturais que lhe estão associados, por via da preservação de elementos paleontológicos e geológicos notáveis, bem como a divulgação desse “rico espólio” existente, onde se inclui a “maior jazida multiespecífica de fósseis a céu aberto do Atlântico Norte, promovendo a diversificação da oferta de turismo de natureza dos Açores”. Com a proposta de diploma são classificadas 20 jazidas fósseis, distribuídas pelas categorias de relevância internacional, nacional e regional.
Print

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima