“É contra-producente neste contexto actual fazer rastreios em massa porque não nos permite  ir ao encontro das cadeias de transmissão” Ler mais

“É contra-producente neste contexto actual fazer rastreios em massa porque não nos permite ir ao encontro das cadeias de transmissão”

A Autoridade de Saúde Regional considera que “é inviável” testar toda a população sem critério, mas não descarta essa possibilidade numa fase posterior “de transmissão comunitária e quase em acto de desespero”. Tiago Lopes diz que é bom sinal não haver mais casos positivos de infecção e acredita que tal se deveu ao trabalho dos profissionais do Hospital do Divino Espírito Santo que tomaram medidas atempadas para evitar a disseminação do vírus, depois de profissionais de saúde serem infectados.

Theme picker

Revista Pub açorianissima