Licenças de construção e de habitação aumentaram em Ponta Delgada no primeiro semestre deste ano Ler mais

Licenças de construção e de habitação aumentaram em Ponta Delgada no primeiro semestre deste ano

As licenças de utilização relacionadas com o comércio e com os serviços continuam a ter um peso bastante significativo no total de licenciamentos - cerca de 30%. A declaração do estado de emergência nacional, que obrigou ao encerramento dos serviços e ao confinamento a 17 de Março último, não impediu o normal funcionamento dos serviços de obras e licenciamentos da Câmara Municipal de Ponta Delgada. Os processos decorreram através do teletrabalho.

Empresários desistem de projecto  para novo restaurante devido à pandemia Ler mais

Empresários desistem de projecto para novo restaurante devido à pandemia

Daniel Vieira de Albuquerque e a esposa planeavam abrir em 2020 um novo restaurante cinco vezes maior do que aquele que gerem actualmente. Iria chamar-se Alma Latina. No entanto, tendo em conta as previsões para os próximos tempos, o casal optou por desistir do projecto em questão e entregou o imóvel no qual já se encontrava a fazer obras, evitando assim avultados prejuízos no futuro.

Filarmónicas das Furnas e da Maia continuam sem ensaios e sem data  prevista para a retoma da actividade Ler mais

Filarmónicas das Furnas e da Maia continuam sem ensaios e sem data prevista para a retoma da actividade

Esta semana a ‘rota’ pelas bandas filarmónicas da ilha de São Miguel visita duas freguesias que se encontram separadas por 13,8 km. Fomos às Furnas e à Maia onde conhecemos a Harmónica Furnense e a Lira do Espírito Santo, respectivamente. Com contornos diferentes ambas as bandas explicam as razões porque ainda não retomaram a sua actividade, apesar da esperança que mantêm de ainda ser possível realizar serviços durante este ano.

Autoridade de Saúde determina  quarentena a estrangeiras com resultado negativo e volta a perder no Tribunal Ler mais

Autoridade de Saúde determina quarentena a estrangeiras com resultado negativo e volta a perder no Tribunal

As despesas de alojamento e alimentação foram-lhes imputadas, com acréscimo de 4€ por cada deslocação dos trabalhadores do hotel ao quarto. Foi-lhes transmitido que lhes seria enviado um documento para reembolso das despesas, não entregue até à data da decisão. Como não lhes foi efectuado ulterior teste de despiste, nomeadamente no sexto dia a contar daquele em que efectuaram o acima mencionado, contactaram a Delegação de Saúde de Ponta Delgada que as informou que seriam testadas apenas no dia 21 de Agosto (...)”

Theme picker

Revista Pub açorianissima