Edit Template

“O hospital de Ponta Delgada está bem equipado,mas serão necessários novos equipamentose mais um TAC no futuro,” afirma Isabel Basto

Isabel Basto, Directora do Serviço de Imagiologia do Hospital do Divino Espírito Santo, fala sobre o papel vital da Radiologia no diagnóstico, tratamento e acompanhamento de doenças. Ressalta ainda a importância da formação contínua e vislumbra um futuro promissor para a Radiologia nos Açores.

Correio dos Açores – Qual a importância do Dia Mundial da Radiologia?
Isabel Basto (Directora do Serviço de Imagiologia do HDES) – A Radiologia hoje é uma especialidade abrangente e um pilar no diagnóstico, intervenção, tratamento e seguimento de múltiplas doenças.
O dia 8 de Novembro, Dia Mundial da Radiologia, celebra a data em que Roentgen produziu uma radiação electromagnética até então desconhecida, que designou por raios-x e que lhe valeu a atribuição do Prémio Nobel da Física em 1901. Este ano celebra-se os 125 anos da Radiologia.

O que faz um médico de Radiologia?
Os médicos radiologistas executam exames (ecografia e exames de intervenção), fornecem protocolos e orientam a realização de exames de mamografia, de TAC e de ressonância magnética. Realizam os relatórios desses exames e indicam quais os exames a realizar em cada situação em particular, de modo a obter o diagnóstico de forma mais rápida e eficiente.
O médico radiologista realiza, ainda, múltiplas Técnicas de Intervenção Diagnósticas e Terapêuticas.

Como foi o primeiro contacto com a profissão?
O primeiro contacto com a Radiologia é hoje muito diferente de há 30 ou 35 anos. A evolução tecnológica foi enorme e a Radiologia não se limita aos exames de rx. Temos a Ecografia com doppler e Elastografia, a Mamografia com Tomossíntese, a Ressonância Magnética, a Angiografia e a Intervenção Diagnóstica e Terapêutica.

Que competência deve ter um técnico de Radiologia?
As funções do técnico de Radiologia consistem em executar exames de RX, TAC, Mamografia, RM e outros exames sob a orientação fornecida pelo médico radiologista que, posteriormente, realiza os relatórios.

Qual a importância da radiologia no diagnóstico, prognóstico e tratamento de determinadas patologias?
A Radiologia tem um papel vital na Medicina actual e articula-se com todas as outras especialidades, sendo um pilar fundamental num hospital. Permite diagnósticos assertivos para se obter tratamentos eficazes, evitando desperdícios de tempo e custos. Tem um papel importante no seguimento de múltiplas patologias.
A Radiologia de Intervenção de Diagnóstico e Terapêutica tem um papel cada vez mais interventivo no diagnóstico e tratamento.
Que aspectos considera mais importantes na caracterização da profissão?
A Radiologia é uma especialidade que se divide em duas áreas: a diagnóstica, que todos conhecemos, e a de Intervenção. A Radiologia de Intervenção através de procedimentos minimamente invasivos pode ser Diagnóstica (como no caso de Biópsias) ou Terapêutica, evitando cirurgias e outros tratamentos mais invasivos e reduzindo o tempo de recuperação do paciente e de internamento.

Assiste-se a evoluções tecnológicas no seio da profissão. Em que circunstâncias ocorreram essas evoluções no Hospital do Divino Espírito Santo?
O Hospital do Divino Espírito Santo está bem equipado. Há cerca de três anos foi montado uma RM 3 Tesla que permitiu a realização de novo campos de Imagem, como a RM Cardíaca, a Mamária, os Estudos Paramétricos da Próstata, entre outros.
Recentemente, foi adquirido um TAC novo e este ano alguns equipamentos mais antigos foram substituídos. Temos duas salas de RX novas, um Ortopantomografo, um equipamento de Mamografia com Tomossíntese e cinco salas de Ecografia, algumas com ecógrafos de alta gama, que permitem realizar exames mais diferenciados como a Elastografia.

Essa necessidade de evolução surgiu para solucionar que problemas?
A necessidade de evolução do Serviço surgiu por vários motivos. Primeiro, porque alguns equipamentos estavam desactualizados e tinham de ser substituídos. Segundo, porque o Serviço tinha de acompanhar a evolução tecnológica, de modo a oferecer aos nossos pacientes o melhor da Radiologia, com mais e melhores diagnósticos. E, por último, de modo a incentivar e motivar os profissionais do Serviço de Radiologia, oferecendo novos desafios a uma geração mais jovem de Médicos e Técnicos.
No futuro, serão necessários novos equipamentos. Ainda existem equipamentos com necessidade de substituição, por antiguidade. Será necessária a aquisição de um TAC novo. A evolução tecnológica não pára.

Qual a importância da formação no desenvolvimento da profissão?
O impacto da evolução tecnológica na Radiologia é enorme e realiza-se a grande velocidade. O leque de técnica é grande e desafiante. Todos os dias nos deparamos com necessidade de nos actualizarmos e de aprender mais. A exigência de conhecimentos é ampla, elevada e complexa.

Como perspectiva a profissão nos Açores?
Os hospitais da Região, nomeadamente o HDES, estão bem equipados. Os nossos profissionais, Médicos e Técnicos, formam uma equipa jovem e dinâmica com excelente formação prática e teórica, sendo altamente competentes, pelo que penso que o futuro da Radiologia na Região é muito promissor.
Carlota Pimentel

Edit Template
Notícias Recentes
Cuidar do nosso património
Flagelo da toxicodependência, falta de habitação e o agravamento da pobreza são as maiores dificuldades que afligem as famílias da Ribeira Seca
Presidente da Assembleia destaca importância do Museu do Parlamento no 1º aniversário
Bombeiros de Ponta Delgada vão transportar Coroado Município na Grande Coroação deste Domingo
“Um dos objectivos que distingue a RARA é a tentativa de afirmação do artesanato como uma profissão de futuro”
Notícia Anterior
Proxima Notícia
Copyright 2023 Correio dos Açores