Edit Template

Encarregados de Educação estão a receber bolsas para ajudar 102 filhos nas escolas dos Açores

O Governo Regional negou que estivesse sete meses sem regulamentar a atribuição do apoio extraordinário destinado aos pais e encarregados de educação que se comprometam a acompanhar, integralmente, o percurso escolar do seu educando com necessidades educativas especiais ou com dificuldades na aprendizagem.
O Executivo açoriano desmentia um grupo de deputados do PS/Açores que, num requerimento enviado ao Governo, afirmava que há sete meses que o apoio não estava regulamentado.
A resolução governamental que cria o apoio extraordinário destinado a apoiar processos de aprendizagem e vida da comunidade educativa permitiu que 102 alunos das escolas da Região “pudessem ser directamente apoiados pelos encarregados de educação, ou a quem deleguem tais funções, no ano lectivo 2023/2024 que se iniciou a 11 de Setembro deste ano.
No entender do Governo açoriano, “nunca tantos alunos açorianos foram abrangidos por este apoio”. Dá como exemplo que, no ano lectivo de 2019/2020, “último ano de exclusiva governação socialista, foram apoiados 36 alunos”.
No actual ano lectivo foram solicitadas 131 bolsas ocupacionais, 30 das quais da Escola Básica e Integrada Canto da Maia; 25 da Escola Básica e Integrada da Ribeira Grande; 16 da Escola Básica e Integrada Roberto Ivens; 9 da Escola Básica e Integrada da Maia; 6 na Escola Secundária da Ribeira Grande; 4 na Escola Básica e Integrada das Lajes do Pico; 4 na Escola Básica e Integrada das Capelas; 4 na Escola Básica e integrada dos Arrifes; 4 na Escola Básica e Secundária de Santa Maria; 3 na Escola Básica e Integrada de Nordeste; 3 na Escola Básica e Integrada dos Ginetes; 3 na Escola Básica e integrada de Água de Pau; 3 na Escola Básica e Secundária Armando Cortes-Rodrigues; 3 na Escola Básica e Secundária da Madalena do Pico; entre outras.
Do total de 131 bolsas solicitadas, 102 bolsas foram diferidas, das quais 22 para a Escola Básica e Integrada Canto da Maia; 20 para a Escola Básica e integrada da Ribeira Grande; 12 para a Escola Básica e Integrada Roberto Ivens; 6 para a Escola Básica e Integrada da Maia; 5 para a Escola Secundária da Ribeira Grande; 4 para a Escola Básica e Secundária de Santa Maria; 4 para a Escola Básica e Integrada dos Arrifes; 4 para a Escola Básica e Integrada das Capelas; 4 para a Escola Básica e integrada da Povoação; 3 para a Escola Básica e Secundária das Lajes do Pico; 3 para a Escola Básica e Integrada dos Ginetes; uma para a Escola Básica e Integrada de Rabo de Peixe, correspondente à única candidatura feita, entre outras.
Por vários incumprimentos, não foram aceites 29 candidaturas a bolsas.

Edit Template
Notícias Recentes
Novo modelo de avaliação externa dos alunos a partir de 2024/2025
Octant Furnas lança nova carta de Verão com sabores dos Açores com assinatura do Chef alentejano Henrique Mouro
Homem de 48 anos detido no Aeroporto João Paulo II por suspeita da prática do crime de posse de arma proibida
Incêndio em casa devoluta nas Laranjeiras
Câmara investe 250 mil euros na requalificação de ruas nas Capelas
Notícia Anterior
Proxima Notícia
Copyright 2023 Correio dos Açores