Edit Template

Liga Portugal SABSEG: Santa Clara recebe quatro novos jogadores

A Administração do Santa Clara SAD assegurou no início deste segundo período de inscrições para jogadores profissionais quatro jogadores, de acordo com a notícia avançada ontem pela Antena 1 Açores.
Para o sector atacante chegou o avançado brasileiro Alisson Safira, de 28 anos, que estava a ser pouco utilizado no Vitória Sport Clube, de Guimarães. Safira iniciou a carreira em Portugal na época de 2021/22 pela B SAD, transferido do Londrina, da série B. Marcou 7 golos em 26 jogos na Primeira Liga. Começou a temporada de 2022/23 na B SAD, mas ao fim de 4 jogos e de 3 golos foi adquirido pelo Vitória. Em 39 jogos concretizou 7 golos, dois dos quais apontados ao Santa Clara, em São Miguel, na época passada, quando os vimaranenses venceram por 3-1.
O médio Yannick Semedo, agora com 28 anos, é um regresso ao Santa Clara, onde nunca actuou (ler peça à parte). Rompeu o contrato com o Lank Vilaverdense devido a três meses de ordenados em atraso e vai assinar pelo clube da ilha de São Miguel.
O segundo médio assegurado é Pedro Ferreira, de 25 anos de idade. Passou os últimos três anos e meio na equipa dinamarquesa do Aalborg BK, que desceu à Segunda Liga. Esteve 8 anos na formação do Sporting, atingindo as selecções jovens portuguesas. Em 2018/19 esteve emprestado ao Mafra, jogando na época seguinte no Varzim, de onde partiu para a Dinamarca.
O guarda-redes brasileiro Denivys Júnior é a quarta aquisição. Tem 22 anos de idade. Fez toda a formação no Cruzeiro de Belo Horizonte. No ano passado representou o Athletic de Minas Gerais e depois esteve no Atlético Goianense.

A história do regresso de Yannick

A história do regresso de Yannick Semedo ao Santa Clara é curiosa. Jair Semedo Monteiro, nome próprio, veio em Maio de 2014 para Ponta Delgada oriundo do Celtic da Praia, com 19 anos de idade. As indicações sobre a valia levaram a SAD, presidida por Mário Batista, a assinar um contrato por cinco anos. O valor do atleta justificou uma cláusula de 10 milhões de euros caso houvesse uma saída antes do final de Junho de 2019.
O treinador Cláudio Braga achou ser preferível emprestar Yannick para adquirir rodagem. O destino foi o Desportivo de São Roque.
Sob a orientação do treinador Emanuel Ferreira, a equipa de São Roque fez uma campanha com grande mérito, terminando a época de 2014/15 como campeã da ilha de São Miguel e alcançando a primeira subida ao Campeonato de Futebol dos Açores.
Yannick teve um desempenho determinante na equipa “amarela”, ao ponto de chamar a atenção de vários clubes de fora dos Açores.
Com a saída de Mário Batista da Presidência da SAD do Santa Clara em Junho de 2015, o que estava registado no contrato não foi cumprido pela administração substituta. Yannick rumou à equipa B do Marítimo da Madeira, onde permaneceu dois anos. Seguiu-se o União da Madeira, mas foi no Beira-Mar, em 2019/2020, que deu o salto. Jogou nas duas épocas seguintes no Salgueiros e na última foi aposta do Lank Vilaverdense para a subida à Segunda Liga.
Yannick tem tido um progresso exponencial ao ponto de ter sido eleito o melhor médio do campeonato da Liga 3 da época passada. Já foi internacional por Cabo Verde em jogos de apuramento para o Campeonato Africano das Nações (CAN), mas não foi convocado para a fase final que decorre entre Janeiro e Fevereiro.

Edit Template
Notícias Recentes
Câmara da Ribeira Grande solicita activação do regime jurídico-financeiro de apoio à emergência climática
Santa Clara corre risco de perder o título de Campeão da Segunda Liga
Pedro Catarino defende “cultura de diálogo”entre República e Açores sobre gestão do mar
Ministro da Agricultura manifesta em Santarém interesse em reunir com Jorge Rita
Três deputados dos Açores com assento no Parlamento Europeu na legislatura 2024-2029
Notícia Anterior
Proxima Notícia
Copyright 2023 Correio dos Açores