Edit Template

Candidaturas ao RECONVERTER PRO até dia 31 de Janeiro

Os desempregados inscritos no Centro de Qualificação e Emprego da Região vão poder beneficiar de uma nova fase da medida RECONVERTER PRO, criada pelo XIII Governo dos Açores, através da Secretaria Regional da Juventude, Qualificação Profissional e Emprego, para promover um estágio e reconversão profissional em contexto real de trabalho no sector privado. As candidaturas das entidades promotoras dos estágios estão a decorrer até ao próximo dia 31 de Janeiro de 2024, através do portal emprego.azores.gov.pt, sendo que os estágios se iniciam no prazo máximo de 10 dias úteis a contar da selecção e colocação dos destinatários da medida.
Os estágios têm a duração de oito meses e podem ser prorrogados por seis meses, se o desempregado concluir 150 horas de formação certificada no período inicial do estágio.
As empresas que promovam formação são reembolsadas em valor idêntico ao das contribuições pagas à Segurança Social. Aos desempregados é atribuída uma bolsa no valor de 125% da Retribuição Mínima Mensal Garantida (RMMG), no caso de qualificação igual ou superior ao Nível 6 do Quadro Nacional das Qualificações (QNQ); de 105% da RMMG, para qualificação de Nível 4 e 5; e de 100% da RMMG, para os desempregados com qualificação igual ou inferior ao Nível 3 do QNQ. A medida RECONVERTER PRO contempla ainda um conjunto de benefícios para as empresas e entidades empregadoras que realizam estágios com desempregados com deficiência, em termos de duração do estágio, apoio e obrigação de contratação.

Edit Template
Notícias Recentes
Finançor e Greenvolt celebram parceria para a instalação de 3.880 painéis solares em superfícies comerciais, hotéis e fábricas
O maior problema de Santo António “é a falta de habitação”, diz o autarca Marco Oliveira
Santa Clara mantém título de Campeão da Segunda Liga
Presidentes da Câmara do Funchal e Ponta Delgada querem polícia municipal formada na PSP
Praia de Monte Verde na Ribeira Grande interdita
Notícia Anterior
Proxima Notícia
Copyright 2023 Correio dos Açores