Edit Template

Nova solução biomética dedicada aos passageiros chega ao aeroporto de Ponta Delgada no segundo semestre de 2024

A ANA|VINCI Airports está a implementar uma nova solução tecnológica nos aeroportos portugueses. Biometric Experience by VINCI Airports é um projecto de inovação, apoiado pela União Europeia, através do programa Next Generation EU que incide na aplicação de tecnologia na melhoria da qualidade de serviço e transformação digital nos aeroportos. O lançamento deste projecto ocorreu neste início de ano nos aeroportos de Lisboa e Porto e no segundo semestre de 2024 a solução tecnológica ficará disponível em Faro, Madeira e Ponta Delgada.
Os primeiros testes estão a ser iniciados com passageiros da companhia aérea TAP Air Portugal no percurso das partidas dos aeroportos de Lisboa e do Porto, em voos previamente seleccionados pela companhia, no espaço Schengen – Europa. Numa segunda fase, juntar-se-ão outras companhias aéreas e mais destinos, incluindo voos extra-europeus.
Os passageiros que sejam incluídos nos voos de teste e que sejam elegíveis (apenas passageiros maiores de idade podem utilizar esta solução com recolha de dados biométricos) podem participar através do registo prévio no seu dispositivo móvel através da aplicação “Biometric Experience”, disponível em IOS e Android. Em alternativa, podem efectuar o registo no aeroporto, num equipamento disponível para o efeito, com ou sem assistência, quiosque localizado à entrada do check-in, área pública das partidas de Lisboa e no Porto, ou junto às portas de embarque, para passageiros que se encontrem a efectuar transferência entre voos.
O registo e a utilização são simples: na app ou no quiosque, basta fotografar/digitalizar o cartão de embarque, o passaporte electrónico ou cartão de cidadão de nacionalidade portuguesa e tirar uma selfie, aceitando os termos e condições. Posteriormente, terá uma experiência de embarque mais tranquila e célere, através da leitura dos dados biométricos da face, sem ter de apresentar novamente o seu cartão de embarque.
O processo simplifica a viagem do passageiro que ganha tempo livre, numa viagem paperless & contactless, com total garantia de confidencialidade, já que os dados são apagados após a partida do voo.
Esta tecnologia “está na vanguarda dos mais inovadores” procedimentos de embarque nos aeroportos mundiais e integra um forte investimento da VINCI Airports na sua rede, com projecto neste âmbito já a decorrer desde 2022 no Aeroporto de Lyon. “Esta é uma aposta na inovação para aumento da qualidade do serviço e a experiência dos passageiros nos aeroportos portugueses. A tecnologia do futuro, no presente”, refere a ANA/ Da Vinci.
Thierry Ligonnière, CEO da ANA-Aeroportos de Portugal, destaca “a importância” do lançamento deste projecto “que marca a aposta mais avançada em inovação nos aeroportos com resultados concretos para a experiência do passageiro”.
A tecnologia com o reconhecimento facia “vai permitir uma viagem mais rápida, mais simples, em que o passageiro ganha conforto e tempo, com total segurança na confidencialidade dos seus dados e do processo. Estamos muito entusiasmados com este arranque e com a ampliação da biometria a mais companhias aéreas e aeroportos, tornando o processo de embarque ainda mais eficaz”, disse.

Edit Template
Notícias Recentes
Finançor e Greenvolt celebram parceria para a instalação de 3.880 painéis solares em superfícies comerciais, hotéis e fábricas
O maior problema de Santo António “é a falta de habitação”, diz o autarca Marco Oliveira
Santa Clara mantém título de Campeão da Segunda Liga
Presidentes da Câmara do Funchal e Ponta Delgada querem polícia municipal formada na PSP
Praia de Monte Verde na Ribeira Grande interdita
Notícia Anterior
Proxima Notícia
Copyright 2023 Correio dos Açores