Edit Template

População de São Pedro de Vila Franca aguarda construção de novos apartamentos e a resolução dos Foros do Solmar que ainda não avançaram

“A população da freguesia aguarda, com expectativa, a construção dos novos apartamentos nos terrenos localizados acima do Pingo Doce”. Quem o diz é Flávio Pacheco, Presidente da Junta de Freguesia de São Pedro de Vila Franca do Campo, que afirma que o maior problema que São Pedro de Vila Franca enfrenta actualmente é a carência habitacional. Realça, no entanto, o potencial de crescimento da freguesia, tendo em conta que existem vários espaços disponíveis para construção.

Correio dos Açores – Que retrato pode fazer da freguesia de São Pedro de Vila Franca do Campo?
Flávio Pacheco (Presidente da Junta de Freguesia de São Pedro de Vila Franca do Campo) – A freguesia de São Pedro tem uma área urbana que abrange 2,48 km² e possui uma população de 1.380 habitantes. Localizada entre as freguesias de Água D’Alto e São Miguel, destaca-se por estar estrategicamente posicionada em frente ao Ilhéu de Vila Franca do Campo. A freguesia contém cerca de 500 habitações e tem um potencial de crescimento com várias áreas passíveis de serem construídos novos espaços habitacionais.
São Pedro oferece uma variedade de serviços, incluindo Tribunal, bombeiros, PSP, escola do 1º ciclo, escola profissional, CATL de São Pedro e CACI. Além disso, abriga diversos alojamentos locais e estabelecimentos comerciais.
A freguesia é reconhecida como um pólo de actividades desportivas, destacando-se locais como o Açor Arena Pavilhão Multiuso, o Polidesportivo do Aldeamento Ilhéu e o Campo de Padel de São Pedro. Em termos culturais destacam-se, como não poderia deixar de ser, as olarias, o folclore e as actividades religiosas.

Qual a dimensão da carência de habitações em São Pedro de Vila Franca?
A carência de habitação na freguesia é semelhante à do resto da ilha. No entanto, a freguesia de São Pedro apresenta, ainda, um potencial de crescimento habitacional, dispondo de diversos espaços disponíveis para construção.
A população da freguesia aguarda, com expectativa, a construção dos novos apartamentos, sob a responsabilidade da Câmara Municipal, nos terrenos localizados acima do Pingo Doce, bem como a resolução dos Foros Solmar, sob responsabilidade do Governo Regional, que ainda não avançaram.

Qual é a abordagem da Junta de Freguesia ao desenvolvimento do turismo?
Neste sentido, a Junta de Freguesia desenvolveu o Roteiro das Olarias, como forma de preservar e promover este património cultural, tendo recuperado, também, o Miradouro do Tanque que, em pouco tempo, se transformou numa referência turística da freguesia. De igual modo, e em conjunto com a Câmara Municipal de Vila Franca do Campo, a Junta de Freguesia de São Pedro encontra-se a desenvolver um concurso de ideias para beneficiação do Poço Largo, espaço amplamente visitado por turistas.

Como a Junta está a trabalhar para promover o desenvolvimento global da freguesia?
Através de parceria com a Câmara Municipal e do aproveitamento de fundos comunitários disponíveis, a Junta de Freguesia de São Pedro tem tentado beneficiar os diversos espaços públicos disponíveis, criando, também, outros pontos de interesse na freguesia. Neste sentido, podemos elencar a construção do campo de padel, no Parque da Vila, a requalificação da parte superior do Jardim Dr. António da Silva Cabral e a requalificação da sede da Junta de Freguesia. Neste momento, encontram-se em curso os preparativos para a pavimentação do Aldeamento Ilhéu, trabalho este que só é possível com o apoio da Câmara Municipal. Deste modo, a Junta de Freguesia tem tentado promover o bem-estar dos habitantes da freguesia, bem como de quem nos visita.

De que forma a freguesia está a preservar o seu património cultural e a promover actividades culturais locais?
A cultura é parte importante e integrante da freguesia. Para além de beneficiar os espaços públicos e culturais, a Junta de Freguesia tem desenvolvido diversas actividades culturais, tais como o Festival Folclórico de São Pedro, a Semana Cultural de São Pedro, actividades nas olarias e outros eventos que têm trazido outras perspectivas culturais para a freguesia, como por exemplo o Festival Equestre.
Para além disso, têm sido atribuídos diversos apoios a entidades culturais e religiosas da freguesia.

A freguesia tem potencial para se desenvolver mais? Em que áreas?
Sim. Com o passar dos anos, a freguesia de São Pedro tem mostrado ser um pólo central ao nível do desporto, com novas infra-estruturas desportivas e da cultura, com o Festival Folclórico, São João da Vila, do turismo, com o Roteiro das Olarias, da educação e formação, de novos espaços habitacionais, da localização de novos serviços, entre outros.

Que projectos estão a ser desenvolvidos para os próximos anos?
Neste momento, a Junta de Freguesia encontra-se a tentar concretizar as propostas para este mandato, tendo já implementado uma parte significativa das mesmas. Estamos a planear desenvolver novas áreas de interesse para a comunidade, tal como a criação do Parque Aventura, destinado a crianças e jovens, bem como adquirir uma carrinha, assim que possível, através da candidatura a fundos comunitários, para usufruto da população da freguesia. Além disso, encontramo-nos a trabalhar, em colaboração com a Câmara Municipal, na iniciativa de edificação de um Centro Comunitário na freguesia, iniciativa esta dependente da abertura do novo quadro comunitário de apoio, sob a responsabilidade do Governo Regional.
A Junta de Freguesia de São Pedro tem-se esforçado por melhorar de forma significativa a vida dos seus habitantes, tentando deixar uma marca indelével para o seu futuro.
Carlota Pimentel

Edit Template
Notícias Recentes
Deputada municipal da Povoação quer a freguesia das Furnas sem carros e uma gestão adequada do espaço da lagoa e dos cozidos das caldeiras
Marcelo e Luís Montenegro destacam a excelência da agricultura açoriana no panorama nacional
Confusão com disponibilidade de caixas para o peixe levou intermediários a só comprar peixe a partir das 13 horas
Governo estrutura Parque Marinho dos Açores e delimita as Áreas Marinhas Protegidas Oceânicas e interdita 30% do mar a actividades extractivas
Câmara Municipal de Ponta Delgada promove as XXI Grandes Festas do Divino Espírito Santo de 11 a 14 de Julho
Notícia Anterior
Proxima Notícia
Copyright 2023 Correio dos Açores