Edit Template

Atlânticoline lança concurso público para a construção de dois navios

A Atlânticoline, S.A. lançou ontem um concurso público para a construção de dois navios eléctricos, com o objectivo de descarbonizar a operação da empresa no Triângulo.
Trata-se de um concurso limitado por prévia qualificação, com publicidade internacional, que tem por objecto a escolha da proposta que servirá de base à assinatura de um contrato para a construção de dois navios eléctricos, destinados ao transporte de passageiros e viaturas nos Açores. Para além das construções, certificações, homologações e os aprestamentos dos navios, o contrato abrange a realização e desenvolvimento dos respectivos projectos, ensaios e testes.
O preço base é de 25 milhões de euros para os dois navios, e as candidaturas poderão ser entregues até ao dia 14 de Fevereiro de 2024.
Os navios, que irão transportar passageiros e viaturas, deverão operar no Canal Horta/Madalena e no Canal Velas/São Roque, e serão movidos inteiramente a energia eléctrica. A Atlânticoline tenciona que os mesmos integrem a operação da empresa em 2026.
Actualmente a frota própria da Atlânticoline é composta por 5 embarcações: a lancha Ariel, com capacidade para 12 passageiros; os navios Cruzeiro das Ilhas e Cruzeiro do Canal, com capacidade para 191 passageiros, e os ferries Mestre Jaime Feijó e Gilberto Mariano, cujas capacidades são, respectivamente, 333 passageiros/13 viaturas e 296 passageiros/10 viaturas.

Edit Template
Notícias Recentes
Cuidar do nosso património
Flagelo da toxicodependência, falta de habitação e o agravamento da pobreza são as maiores dificuldades que afligem as famílias da Ribeira Seca
Presidente da Assembleia destaca importância do Museu do Parlamento no 1º aniversário
Bombeiros de Ponta Delgada vão transportar Coroado Município na Grande Coroação deste Domingo
“Um dos objectivos que distingue a RARA é a tentativa de afirmação do artesanato como uma profissão de futuro”
Notícia Anterior
Proxima Notícia
Copyright 2023 Correio dos Açores