Edit Template

Aumento de empresas e diminuição das insolvências traduzem “vitalidade económica” de Ponta Delgada

O Presidente do município, Pedro Nascimento Cabral, considera que o aumento de número de empresas e a expressiva diminuição das insolvências em 2023 evidenciam a “vitalidade económica” de Ponta Delgada e são um claro sinal das “boas políticas criadas pela autarquia para alavancar o tecido empresarial existente e captar novos investimentos”.
“No ano passado, continuamos a assistir a um aumento de empresas no concelho e o número de insolvências caiu para metade, em relação a 2022”.
“Esta trajectória económica ascendente é motivo de regozijo e confirma a assertividade das medidas fiscais que, oportunamente, implementamos para beneficiar as nossas empresas e favorecer o surgimento de novos negócios”, reforça o autarca.
Segundo um estudo da consultora Iberinform, em 2023, Ponta Delgada registou um aumento de 1,8% ao nível do número de constituição de empresas e menos 50% das insolvências verificadas em 2022.
Para o Presidente do município, “há uma relação directa” entre o crescimento que o sector empresarial do concelho evidencia e as “políticas atractivas ao investimento” que o município colocou em marcha.
“Por via do regulamento de benefícios fiscais que elaborámos, as empresas de Ponta Delgada pagam apenas 1% de derrama e estão isentas de qualquer tributação até 150 mil euros”.
“Além disso, criámos um programa de apoio às rendas comerciais, que pode ascender aos 500 euros mensais e aos 6000 euros anuais”, recorda Pedro Nascimento Cabral.
Mais recentemente, indica, a autarquia inaugurou um Gabinete de Estudos Económicos e Apoio Empresarial com o objectivo de, junto dos empresários, facilitar a identificação de oportunidades de apoios comunitários e outros mecanismos de auxílio para o desenvolvimento de projectos e iniciativas locais.

Edit Template
Notícias Recentes
Novo modelo de avaliação externa dos alunos a partir de 2024/2025
Octant Furnas lança nova carta de Verão com sabores dos Açores com assinatura do Chef alentejano Henrique Mouro
Homem de 48 anos detido no Aeroporto João Paulo II por suspeita da prática do crime de posse de arma proibida
Incêndio em casa devoluta nas Laranjeiras
Câmara investe 250 mil euros na requalificação de ruas nas Capelas
Notícia Anterior
Proxima Notícia
Copyright 2023 Correio dos Açores