Edit Template

António Lima diz que os Açores têm 6% de desemprego e 26%de população em risco de pobreza

“Nos Açores, temos o desemprego a 6%, mas temos 26% da população em risco de pobreza, isto quer dizer que grande parte da população que trabalha, que tem um salário, mesmo assim vive numa situação de risco de pobreza”, por isso António Lima diz-se estupefacto com as declarações de José Manuel Bolieiro que adoptou o discurso do Chega para atacar os pobres.
“O Chega não está no Governo dos Açores, mas o Chega parece que já está na Coligação e já está certamente com José Manuel Bolieiro, porque este tipo de discurso é o discurso da extrema-direita”, lamentou o candidato do Bloco de Esquerda às eleições regionais, referindo-se às declarações do candidato da coligação de direita que disse que “para deixar de se ser pobre é preciso trabalhar”. O salário mínimo é o ordenado mais comum nos Açores, e há muitas famílias que mesmo com dois salários em casa, vive com dificuldades, assinalou António Lima, que considerou que José Manuel Bolieiro está alheado da realidade e parece que “não sabe o que custa viver com um salário de 860 euros”.
“O que José Manuel Bolieiro está a dizer é que as pessoas têm que trabalhar mais… se calhar têm que ter três ou quatro empregos para conseguir ter um salário que dê para as suas despesas”, apontou ainda o candidato do Bloco. Numa visita ao quartel de bombeiros do concelho da Povoação, António Lima quis valorizar a importância da Protecção Civil e o trabalho fundamental que os bombeiros fazem, e que não está a ser reconhecido.
António Lima salientou que um bombeiro que inicia funções começa por receber um salário que é apenas um euro acima do salário mínimo e considerou que “não é admissível” que “uma profissão que tem um grau de risco grande e que exige um grau elevado de formação” continue com este salário tão baixo.
António Lima considerou justas as reivindicações dos bombeiros, que se têm manifestado por toda a Região por um estatuto, por melhorias nos salários e pela atribuição do subsídio de risco, e considera que “José Manuel Bolieiro falhou com os bombeiros”.
O candidato do Bloco alertou ainda para os atrasos nos pagamentos do transporte de doentes pelo Hospital de Ponta Delgada desde Agosto do ano passado, uma situação que é fruto do subfinanciamento do Serviço de Regional de Saúde, uma opção política que cria este tipo de problemas.
“Quando se fala em dívidas a fornecedores, não são apenas as farmacêuticas multinacionais, são também as corporações de bombeiros, que prestam um serviço essencial à população e não podem ficar meses e meses sem resposta”, afirmou António Lima.

Edit Template
Notícias Recentes
FACE A FACE!… com Rui Carvalho e Melo
Francisco Matos: “Há modalidades nos Açores que formam campeões nacionais e que têm pouco apoio institucional na Região…”
Artista plástica Nina Medeiros expõe “Mau Feitio” no Convento de Santo António, na Lagoa
Jovens arquitectos denunciam numa exposição em Lisboa a urgência de proteger a lagoa das Sete Cidades da excessiva fertilização dos solos
Vila Franca do Campo vai ter Núcleo da Cáritas a partir do dia 2 de Março
Notícia Anterior
Proxima Notícia
Copyright 2023 Correio dos Açores