Edit Template

Agricultura e pescas marcam campanha de José Pacheco do CHEGA na Ribeira Grande

O CHEGA começou ontem mais um dia de campanha na Feira Agrícola, em Santana, demonstrando aos agricultores e lavradores que têm um aliado para os defender. O cabeça-de-lista do CHEGA por São Miguel, José Pacheco, esteve com o Presidente do CHEGA, André Ventura, com dirigentes nacionais, e com elementos da lista candidata pelo círculo eleitoral de São Miguel, lembrando a importância de uma aposta concreta na diversificação horto-frutícola.
“Numa terra que sofre com as condições atmosféricas adversas, é preciso dar confiança aos produtores hortícolas e frutícolas, para que possam permitir alguma sustentabilidade a cada ilha da Região”, refere o CHEGA.
Relativamente à lavoura, José Pacheco voltou a lembrar “aquilo que praticamente todos os meses tem dito, quando visita aquela feira agrícola. O preço do leite pago à produção é muito baixo e, depois, não se reflecte na prateleira do supermercado. Sendo um leite de excelência, as indústrias têm de ir ao encontro das expectativas dos produtores, para que continuem a ter matéria-prima para laborar”.
“O contacto com produtores na Feira Agrícola demonstrou o apoio que a população tem dado ao CHEGA, mostrando que no próximo Domingo será um dia de vitórias, com o apoio de vários sectores de actividade”, opinião do CHEGA.
A comitiva do CHEGA continuou o dia em Rabo de Peixe, onde ouviu “as dificuldades dos pescadores que estão cada vez mais quartados na sua actividade. Nomeadamente, ao nível do horário das lotas que, muitas vezes, não se adequam aos horários de chegada a terra das embarcações, obrigando o peixe a ficar armazenado até ao dia seguinte. A própria lota trabalha contra eles, os horários não estão adequados aos horários dos pescadores”, reforçou e acrescentou que “temos de saber ouvir as pessoas, aprender com elas, lutar por elas e fazer o que eles nos dizem quando não percebemos sobre determinado assunto”. A propósito de lotas, José Pacheco denunciou uma série de concursos, abertos durante o Governo de gestão para a Lotaçor. “Estão preocupados em meter gente lá dentro, porque estão preocupados com os resultados do próximo Domingo, principalmente porque tem gente na Secretaria das Pescas que não percebe de nada disto”, denunciou.
O também cabeça-de-lista do CHEGA pela compensação lembrou que têm de ser os governantes a lutar “pelo respeito e pela dignidade dos açorianos”, para que, efectivamente, se consiga mudar os Açores.

Edit Template
Notícias Recentes
Plano de Saúde2030 aprovado pelo Governo “garante igualdade nos resultados da saúde”
Vilafranquense regressa às Festas de São João da Vila e forma a Marcha do Emigrante com representantes dos Estados Unidos, Canadá, Bermuda e Inglaterra
Novo hotel Hilton é de “vital importância para o desenvolvimento da notoriedade internacional dos Açores”, afirma Duarte Freitas
Azeite e papo-seco foram os produtos que mais aumentaram de preço nos Açores entre Junho de 2023 e Maio de 2024
“O ioga é uma jornada profunda de auto-conhecimento”, afirma a instrutora Carolina Lino
Notícia Anterior
Proxima Notícia
Copyright 2023 Correio dos Açores