Edit Template

Armazém dos Brinquedos: “O negócio corre bem mas se não estivesse a correr bem já tínhamosfechado o negócio e alugado o armazém”

Na Rua José das Neves Ferreira, armazém 79, junto ao Terminal
de Cargas da SATA, encontramos o Armazém dos Brinquedos,
negócio de José Ferreira.

Actualmente com 64 anos de idade, o nosso entrevistado é empresário em nome individual e já trabalha há 50 anos. Ou seja, começou a trabalhar com 14 anos de idade, no tempo com o pai, nos Armazéns Toronto.
Ele pertence a uma família de quatro irmãos comerciantes, que trabalham parcialmente na firma do pai, com contas e custos diferenciados, onde cada um tem a sua secção de negócio.
“Na altura o meu pai decidiu que ia estudar à noite, para o antigo Liceu (agora Escola Secundária Antero de Quental) e disse, «vens trabalhar comigo de dia», e foi assim. Terminei o 5.º ano com 15 anos, e como já não tinha paciência para estudar mais, porque não era fácil começar a trabalhar às 09h00 para terminar às 18h30 e recomeçar na escola às 19h00 para ir para casa às 23h00, decidi ficar por ali, no 5.º ano, hoje em dia é o 9.º ano de escolaridade”.
“Posteriormente, o meu pai adquiriu a Casa Carreiro, o espaço que faz canto para a Escola Secundária Antero de Quental, onde ao fim de alguns anos também adquirimos a Eva Moda, na qual um dos meus irmãos também foi para ali trabalhar”.

O Armazém dos Brinquedos abre
a 1 de Novembro de 2003

Entretanto, levaram por diante o empreendimento na Rua José das Neves Ferreira “e acabamos por comprar dois armazéns. Como gostava de brinquedos, porque cheguei a vender alguns, acabei por abrir o Armazém dos Brinquedos”, justificou.
O Armazém dos Brinquedos, que tal como o nome indica, dedica-se à venda de todo o tipo de brinquedos, abriu oficialmente no dia 1 de Novembro de 2003.
Com quase 21 anos de história, José Ferreira lembra, que “todos os negócios passam por fases de altos e baixos, e isso é normal. Contudo, a minha salvação é ter uma grande variedade de brinquedos, onde o período de Natal é a época do ano em que as vendas de brinquedos aumentam significativamente, nomeadamente nos meses de Novembro e Dezembro”.
Por causa desse maior fluxo de vendas nesses meses, José Ferreira diz que “o armazém está praticamente vazio”, mas já está a fazer encomendas. Note-se, que Portugal não tem fábricas de brinquedos e o Armazém dos Brinquedos trabalha muito com mercados internacionais, como Espanha, Itália, Bulgária, China, entre outros. “As encomendas fazem-se agora, em finais de Janeiro e princípios de Fevereiro, por causa da grande feira, que decorre em Nuremberga, Alemanha”, acrescentou.
A Feira Internacional de Nuremberga, que acontece no norte da Alemanha, é considerada a maior feira dos brinquedos do Mundo. O evento encanta com os produtos e o ambiente de fantasia é aberto para visitantes profissionais, imprensa e convidados.

Setembro, Outubro, Novembro
e Dezembro são meses de muito trabalho

Sucintamente, José Ferreira valida, que “o negócio está a correr bem, mas se não estivesse a correr bem já tínhamos fechado o negócio e alugado o armazém”.
Habitualmente, “os meses de Setembro, Outubro, Novembro e Dezembro são quatro meses de muito trabalho”, mas José Ferreira lembra que o ano da pandemia da covid-19 foi um ano fora do comum. “Na altura, optei por trabalhar duas horas por dia para atender alguns clientes, que pudessem sair de casa com urgência, porque as crianças estavam retidas em casa e não podia sair, e então os pais tinham de arranjar alguma para coisa para os entreter. Então, foi um ano extraordinário, porque trabalhamos com uma empresa que é paga e o cliente também paga um determinado valor, para deixarmos os brinquedos na casa do cliente em toda a ilha. Foi uma opção de sucesso, que ainda hoje tem dado resultado”.
O Armazém dos Brinquedos tem a sua página na rede social Facebook com as opções entrega à distância, reservas online, recolha na loja e compras na loja. “É opcional, mas se o cliente gastar mais de 100 euros, os portes são grátis”.

Vendas para as ilhas, juntas de freguesias
e outras instituições

O Armazém dos Brinquedos vende muito, de igual modo, para as ilhas, mas consegue ainda fornecer “90% da ilha, ao nível das juntas de freguesias, e outras instituições, que acabam por adquirir brinquedos para depois oferecer aos filhos dos funcionários e esta tem sido uma mais-valia”.
De Janeiro até 1 de Novembro, o Armazém dos Brinquedos trabalha, ininterruptamente, das 11h00 às 18h30, de Segunda a Sexta-feira. Ao Sábado, das 09h30 às 13h00. A partir do dia 1 de Novembro até ao final do mês de Dezembro, o horário de funcionamento é das 09h30 às 18h30, durante a semana, mas aos Domingos e feriados, das 14h00 às 19h00.
Neste momento, são dois os colaboradores, mas por vezes esse número é reforçado, principalmente na quadra natalícia.

Hóquei em patins é o desporto de eleição

José Ferreira foi em tempos guarda-redes de hóquei em patins e durante muitos anos. Jogou maioritariamente no Clube União Micaelense, mas representou ainda o Clube União Sportiva e uma equipa da Casa do Povo da Ribeira Grande.
Posteriormente, também chegou a ser treinador das camadas jovens dos “pretos” da Rua dos Mercadores e esteve três anos consecutivos na Associação de Patinagem de Ponta Delgada, agora Associação de Patinagem de São Miguel, onde chegou a ser treinador da Selecção dos Açores, que participou no Torneio Inter-Regiões, que hoje em dia realiza-se na altura da Páscoa.

Marco Sousa

Edit Template
Notícias Recentes
Finançor e Greenvolt celebram parceria para a instalação de 3.880 painéis solares em superfícies comerciais, hotéis e fábricas
O maior problema de Santo António “é a falta de habitação”, diz o autarca Marco Oliveira
Santa Clara mantém título de Campeão da Segunda Liga
Presidentes da Câmara do Funchal e Ponta Delgada querem polícia municipal formada na PSP
Praia de Monte Verde na Ribeira Grande interdita
Notícia Anterior
Proxima Notícia
Copyright 2023 Correio dos Açores