Edit Template

Ponta Delgada mantém grátis a campanha de identificação de animais de companhia

A Câmara Municipal de Ponta Delgada, através do seu Centro de Recolha Oficial de Ponta Delgada, e em colaboração com a Direcção Regional de Agricultura (DRAg) continua a promover uma campanha gratuita de identificação de animais de companhia.
Esta campanha é estendida aos municípios com quem a autarquia de Ponta Delgada tem protocolo, nomeadamente a Povoação e Vila Franca do Campo e decorrerá ao longo do ano de 2024, todas as Sextas-feiras, entre 9h30 e as 12h00.
Os interessados em participar nesta iniciativa deverão contactar, para agendar, o Centro de Recolha Oficial pelo telefone 296 381 666 ou 913 705 103.
O Centro de Recolha Oficial irá garantir, gratuitamente, à semelhança dos anos anteriores, a colocação de microchip de identificação, registo no SIAC e a aplicação da vacinação anti-rábica em todos os animais aderentes a esta campanha.
No ano de 2023 o Centro de Recolha Oficial de Ponta Delgada identificou gratuitamente 592 animais de companhia (510 canídeos e 82 felinos) e a superação destes números será uma vitória para todos nós enquanto cidadãos responsáveis.
Recorde-se que esta campanha vai ao encontro do cumprimento do Decreto-Lei n.º 82/2019 de 27 de junho, que estabelece as regras de identificação dos animais de companhia e constitui uma medida destinada a contrariar o abandono e as suas consequências para a saúde e segurança das pessoas e bem-estar dos animais.

Edit Template
Notícias Recentes
Plano de Saúde2030 aprovado pelo Governo “garante igualdade nos resultados da saúde”
Vilafranquense regressa às Festas de São João da Vila e forma a Marcha do Emigrante com representantes dos Estados Unidos, Canadá, Bermuda e Inglaterra
Novo hotel Hilton é de “vital importância para o desenvolvimento da notoriedade internacional dos Açores”, afirma Duarte Freitas
Azeite e papo-seco foram os produtos que mais aumentaram de preço nos Açores entre Junho de 2023 e Maio de 2024
“O ioga é uma jornada profunda de auto-conhecimento”, afirma a instrutora Carolina Lino
Notícia Anterior
Proxima Notícia
Copyright 2023 Correio dos Açores