Edit Template

Selecção sub-15 de futsal de São Miguel volta a participar no inter-associações

A selecção sub-5 de futsal da Associação de Futebol de Ponta Delgada começa a competir hoje no torneio inter-associações masculinos que irá decorrer até ao dia 13 de Fevereiro. Irão disputar quatro jogos, um por dia, e o objectivo é aumentar a competitividade dos atletas

“Nós queremos colocar nos miúdos num índice de competitividade superior. Vamos com esses desafios para realmente potenciarmos aquilo que têm feito nos clubes”. É deste modo que Delfim Pereira, treinador principal da selecção sub-15 de futsal masculino define os objectivos para o torneio que tem o seu início hoje.
A selecção da Associação de Futebol de Ponta Delgada tem o seu primeiro desafio frente à sua conterrânea da Horta. No dia seguinte, irão defrontar a Associação de Futebol de Bragança. No dia 12, Segunda-feira, irão medir forças com a Associação de Futebol de Viana do Castelo e finalizam a sua participação no dia seguinte, 13 de Fevereiro, frente à Associação de Futebol de Beja.
Na convocatória final, como informa o seleccionador, estão presentes atletas “do Livramento, Vera Cruz, Achada, Atalhada, do Candelária, Vila Franca e Remédios”.
Apesar de não estarem presentes atletas de todas as equipas da ilha de São Miguel, Delfim Pereira ressalva que “temos sempre a atenção de convocar, pelo menos, sempre alguém de todos os clubes que estejam representados e vão à selecção. No último processo de observação e selecção, como é evidente, temos que seleccionar. Mas com todos os clubes, temos essa atenção de os convocar. É evidente que, depois, nem todos podem estar representados, mas uma boa parte deles sim, está representada”, disse.
Para o seleccionador, que este ano também já participou no inter-associações com a selecção de sub-15 feminina, “todos os jogadores estão em pé de igualdade”. Delfim Pereira deixa uma espécie de desafio aos seus atletas: “Gostaríamos, efectivamente, que eles sobressaíssem neste contexto competitivo que vai ser muito superior, que realmente saíssem um bocadinho da casca deles, que dessem um passo à frente e dissessem aos seleccionadores nacionais que poderiam ser observados por eles. Isso eu gostaria”.
Questionado se há algum nome que nos pudesse apontar como possível para uma chamada à selecção nacional, Delfim Pereira voltou a afirmar: “temos um grupo muito nivelado e é um bocadinho difícil apontar nomes”.

Elevar a competitividade
e aumentar o número de equipas

O nível competitivo e o número reduzido de equipas é algo que preocupa a Associação de Futebol de Ponta Delgada, assume Delfim Pereira. “Temos de perceber que temos de elevar o nosso contexto competitivo e, como tal, precisamos de um bocadinho mais de competitividade. Estamos com poucas equipas. Menos ainda daquelas que gostaríamos de ter”, afirmou. A falta de competitividade “não quer dizer que não estejam a despontar e há miúdos que nós já os temos refenciado e que podem ser um potencial jogador no futuro. Nós não conseguimos apontar agora alguém que possamos afirmar que vai chegar aos seniores e vai jogar na primeira divisão, não lhe consigo dizer isso”, afirmou Delfim Pereira

Os clubes “estão
a trabalhar mais…”

Contudo, o seleccionador afirma que “os clubes estão a trabalhar mais, para dar mais capacidade aos miúdos e eles estão a evoluir”.
A participação neste tipo de torneios é muito importante para o desenvolvimento do atleta regional. Para o seleccionador da Associação de Futebol de Ponta Delgada, “este torneio é fantástico porque, realmente, dá aos nossos atletas uma noção do nível de competitividade que vamos encontrar. Por isso, estando nós com poucas equipas aquém daquelas que gostaríamos de ter, é evidente que os miúdos vão ter mais a noção do que é realmente competir ao mais alto nível. Vejo isto, em termos competitivos, em termos sociais, em termos de conhecimento de outras realidades, em termos de relacionamento com outros atletas como uma mais-valia para potenciar o nosso atleta”, concluiu.
Estes torneios englobam vários escalões de formação, podendo transmitir aos atletas realidades e competitividade que, de outra forma, não conseguiriam obter.

Frederico Figueiredo

Edit Template
Notícias Recentes
Deputada municipal da Povoação quer a freguesia das Furnas sem carros e uma gestão adequada do espaço da lagoa e dos cozidos das caldeiras
Marcelo e Luís Montenegro destacam a excelência da agricultura açoriana no panorama nacional
Confusão com disponibilidade de caixas para o peixe levou intermediários a só comprar peixe a partir das 13 horas
Governo estrutura Parque Marinho dos Açores e delimita as Áreas Marinhas Protegidas Oceânicas e interdita 30% do mar a actividades extractivas
Câmara Municipal de Ponta Delgada promove as XXI Grandes Festas do Divino Espírito Santo de 11 a 14 de Julho
Notícia Anterior
Proxima Notícia
Copyright 2023 Correio dos Açores