Edit Template

Liga Portugal SABSEG: A sete vitórias do objectivo

A treze jogos do final do campeonato da Segunda Liga de Futebol, o Santa Clara necessita de vencer sete dos 13 jogos em falta para atingir o objectivo de subida à Primeira Liga.
Nos últimos quatro campeonatos com 18 equipas, resultando em 34 jogos, o segundo classificado somou entre os 66 e os 69 pontos. O Santa Clara dispõe de 46 pontos, pelo que com 21 pontos somará 67, a pontuação que ditou a anterior subida, em 2017/18. Venceu 19 jogos, empatou 9 e perdeu 10. A diferença é que no campeonato daquela época a equipa realizou 38 jogos, porque havia 20 equipas em competição.
Em 2018/19 o Paços de Ferreira subiu em primeiro com 74 pontos, seguido do Famalicão com 69. O Estoril foi terceiro com 54.
Na temporada de 2019/20 o campeonato não terminou por causa da pandemia.
O Estoril ascendeu em 2020/21 como vencedor, totalizando 70 pontos. O Vizela seguiu-o com 66 pontos. O Arouca terminou em terceiro com 65 pontos, tendo subido por ter ultrapassado o Rio Ave nos jogos de passagem com o antepenúltimo da Primeira Liga.
Passando para 2021/22, primeiro lugar para o Rio Ave, com 70 pontos, somando o segundo classificado, Casa Pia, 68 pontos. O Desportivo de Chaves, que foi promovido no play off com o Moreirense, conquistou 64 pontos na terceira posição.
Na temporada transacta foi o Moreirense a sagrar-se campeão da Segunda Liga com 79 pontos somados, acompanhando-o o Farense com os 69 pontos adquiridos em 21 vitórias e 6 empates, registando 7 derrotas. O Estrela da Amadora, com 63 pontos, foi o terceiro. Ao eliminar o Marítimo da Madeira no play off foi parar ao primeiro escalão.
Nos 21 jogos disputados pelo Santa Clara na 18.ª participação na Segunda Liga, a equipa soma 13 vitórias, 7 empates e uma derrota, com 46 pontos.
O calendário até ao final não é nada fácil. Desloca-se aos campos do Académico de Viseu, Benfica B, AVS, Marítimo da Madeira, FC Porto B e Mafra, recebendo a UD Oliveirense, Nacional Madeira, Paços Ferreira, Tondela, Belenenses e União de Leiria.

Vitória escassa

O Santa Clara obteve uma vitória justa, mas escassa em números, diante do Feirense, no jogo realizado em horário impróprio (17h00) de uma Segunda-feira de trabalho. Tem sido recorrente as horas pouco atractivas dos jogos do Santa Clara, principalmente no estádio de São Miguel. Não admirou terem afluído ao jogo apenas 1.035 espectadores, a segunda assistência mais baixa da época.
Com 18 remates e nove ocasiões onde o golo esteve muito próximo, o 2-1 final não espelha o domínio da equipa, consubstanciado nos 54% de posse de bola e nos 9 pontapés de canto que o favoreceu.
O Feirense teve sete remates e para além do golo de Antoine, fazendo o 1-1 aos 35 minutos, na segunda parte dispôs de duas oportunidades para poder marcar, uma delas flagrante. Usufruiu somente de 2 cantos.
Safira, de penálti, aos 21 minutos, e aos 44, apontou os golos do CD Santa Clara.
Para além da exibição de Safira e do sector defensivo sempre muito atento e personalizado, Gustavo Klismam, Ricardinho e Lucas Soares sobressaíram um pouco em relação ao restante colectivo.
Ageu esteve 10 minutos em campo. Dois cartões amarelos ditaram a expulsão aos 90+3 minutos.
Gabriel Silva continua ausente, mas deve voltar aos treinos nesta semana.

Edit Template
Notícias Recentes
“É urgente a necessidade de reduzir o número de utentes por Médico de Família”, diz Maria Teresa Albergaria
Jaime Oliveira foi um dos cinco açorianos que ao lado de Salgueiro Maia desceram de Santarém a Lisboa no dia 25 de Abril de 1974: “Tive medo…”
“Temos muita fé no Divino Espírito Santo”, afirmamos mordomos dos Remédios da Bretanha
Câmara de Ponta Delgada estuda solução para o trânsito na Alameda de Santa Teresa
19 medalhas de ouro, 19 de prata e 18 de bronze no Campeonato Regional das Profissões
Notícia Anterior
Proxima Notícia
Copyright 2023 Correio dos Açores