Edit Template

Presidente Luís Garcia afirma que“diálogo e responsabilidade são as vias para a estabilidade que todos queremos”

CHEGA provoca incidente com cartazes com a palavra ‘Vergonha’ por José Pacheco não ser eleito Vice-presidente do Parlamento e é criticado pelo deputado do PSD/A, Joaquim Machado.

O Presidente reeleito da Assembleia Legislativa Regional dos Açores, Luís Garcia, afirmou ontem na sessão constitutiva do Parlamento açoriano que encara a sua reeleição por 39 votos a favor “como uma enorme responsabilidade”.
Disse aos deputados regionais eleitos, “sobretudo aqueles que aqui estão desde a última legislatura”, que de si “sabem com o que podem contar: com trabalho, com muita dedicação, com isenção e com um esforço permanente para estar aqui em representação de todos as senhoras e os senhores deputados”.
“ Tive 39 votos a favor”, afirmou Luís Garcia, “mas garanto-vos que serei, como sempre assim foi, presidente das senhoras e dos senhores deputados, procurando, naturalmente, decidir bem em cada momento.”
“Mas, também, como já sabem, às vezes decido mal e contarei com a vossa ajuda para quando assim acontecer também seja chamado à responsabilidade. É assim mesmo. Ninguém toma decisões a 100 por cento certas”, sublinhou Luís Garcia.
Realçou que encara também “esta missão, porque é este o sentido que trago das recentes eleições, como sempre foi, mas agora de forma renovada, com uma disponibilidade permanente para o diálogo e para o compromisso. Aliás sinto que o diálogo e a responsabilidade são as vias para a estabilidade que todos nós queremos e, portanto, espero e faço votos que todos se predisponham a dialogar, a assumir compromissos e a assumir responsabilidades”, afirmou.
Luís Garcia terminou a sua intervenção saudando e cumprimentando os açorianos , “e com eles firmo o compromisso de tudo fazer para dignificar e respeitar o primeiro órgão da nossa Autonomia que é esta Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, órgão em que queremos que todos os açorianos se vejam representados e tudo temos de fazer para isso. Muito obrigado pela vossa confiança”.

CHEGA provoca incidente
após as votações

Encerradas as votações dos 57 deputados eleitos, o deputado do PSD/A, Joaquim Machado, foi eleito Vice-presidente da Assembleia Legislativa Regional com 33 votos favor, 18 votos contra e seis abstenções.
O deputado eleito João Vasco Costa, do PS/A foi eleito Vice-presidente da Assembleia Legislativa Regional com 47 votos a favor, cinco votos contra e 5 abstenções.
O deputado eleito José Pacheco, do CHEGA, não foi eleito Vice-presidente da Assembleia Legislativa Regional com 50 votos contra e 7 votos a favor, mais dois do que o número do seu Grupo Parlamentar.
Em resultado desta eleição, os cinco deputados do CHEGA empunharam cartazes com a palavra ‘Vergonha’ numa altura em que presidia à Assembleia Legislativa Regional o Vice-presidente do Parlamento, Joaquim Machado, do PSD/A, que nas palavras que proferiu, criticou a atitude.
Joaquim Machado, enquanto Vice-presidente da Assembleia, afirmou que a “manifestação gráfica” exibida pelos deputados do CHEGA “não dignifica quem a fez. Vergonha”, afirmou Joaquim Machado, “é não respeitar as decisões soberanas o povo açoriano e, neste caso, dos seus representantes”.
Joaquim Machado acabou por dar o lugar ao Presidente reeleito da Assembleia Legislativa Regional, Luís Garcia, completando-se a constituição da mesa com os secretários em representação do PSD (deputada Nídia Inácio) e do PS (deputado Lubélio Mendonça).

Edit Template
Notícias Recentes
Mulheres em situação de sem-abrigo em São Miguel estão “em profundo sofrimento psicológico pela situação em que vivem”
Sónia Melo distinguida com o Prémio Cinco Estrelas Regiões na categoria chef privada
“O folclore é sempre o parente mais pobre da cultura”, afirma Filomena Loura, Presidente do Grupo Folclórico da Lomba do Cavaleiro
Tem crescido o número de caravelas-portuguesas avistadas nas zonas balneares do continente e Açores
Comunidade açoriana de Rhode Island apela a David Neeleman para a Breeze Airways fazer voos directos para os Açores
Notícia Anterior
Proxima Notícia
Copyright 2023 Correio dos Açores