Edit Template

Cidadão belga que realizava trilho na Lagoa de Fogo está desaparecido desde Domingo

No passado Domingo, um cidadão turista, de nacionalidade belga, de 54 anos, desapareceu na ilha de São Miguel, enquanto se encontrava a realizar um trilho pedestre na Lagoa do Fogo.
De acordo com o comunicado de imprensa da PSP, a participação do desaparecimento foi feita pela companheira do cidadão desaparecido e, “de imediato, foram desencadeadas diligências investigatórias com vista à imediata localização deste indivíduo, desde a recolha de informações úteis e relevantes, numa fase inicial, à concretização de buscas no terreno, as quais, numa primeira instância, assumiram especial incidência no trilho pedestre que este se encontrava a realizar, mas que, ao longo das últimas horas, foram abrangendo uma área cada vez maior.”
Na materialização destas buscas, , a Polícia de Segurança Pública “empenha meios da Força Destacada da Unidade Especial de Polícia do Comando Regional da PSP dos Açores, desde as Equipas Cinotécnicas, com canídeos especialmente treinados para situações de busca e salvamento, à utilização do Veículo Aéreo Não Tripulado (VANT) de que dispõe, ferramenta elementar em ocorrências desta natureza.”
“Nesta senda, salientamos também a importante colaboração dos Bombeiros Voluntários de Vila Franca do Campo e da Ribeira Grande e, bem ainda, da Secretaria Regional do Ambiente e Alterações Climáticas, cujos operacionais prontamente auxiliaram os meios policiais empenhados no terreno, possibilitando a concretização de uma busca mais abrangente e minuciosa no teatro de operações”, pode ler-se no documento.
Não obstante a concretização das diligências mencionadas, ainda não foi possível localizar este cidadão turista belga, motivo pelo qual a Polícia de Segurança Pública enfatiza que qualquer informação útil concernente à presente ocorrência que venha a ser, eventualmente, obtida por algum cidadão, deverá ser prontamente reportada à Divisão Policial de Ponta Delgada, através de contacto telefónico (296 205 500) ou, ainda, através de email (cppdelgada@psp.pt).
“A eventual colaboração de civis deverá cingir-se, precisamente, à partilha de informações, sendo fortemente desaconselhado a concretização de buscas ou qualquer outra actividade de carácter operacional, diligências estas que deverão ser materializadas unicamente pelos operacionais especializados das entidades aqui referidas”, sublinha a PSP.

Edit Template
Notícias Recentes
Mulheres em situação de sem-abrigo em São Miguel estão “em profundo sofrimento psicológico pela situação em que vivem”
Sónia Melo distinguida com o Prémio Cinco Estrelas Regiões na categoria chef privada
“O folclore é sempre o parente mais pobre da cultura”, afirma Filomena Loura, Presidente do Grupo Folclórico da Lomba do Cavaleiro
Tem crescido o número de caravelas-portuguesas avistadas nas zonas balneares do continente e Açores
Comunidade açoriana de Rhode Island apela a David Neeleman para a Breeze Airways fazer voos directos para os Açores
Notícia Anterior
Proxima Notícia
Copyright 2023 Correio dos Açores