Edit Template

Aprovada proposta do IL para reforço de segurançaem Ponta Delgada para combater toxicodependência

A Deputada da Iniciativa Liberal na Assembleia Municipal de Ponta Delgada, Alexandra Cunha, viu, na Terça-feira, ser aprovada, por larga maioria, uma proposta de recomendação à Câmara Municipal para o “reforço do policiamento na zona oeste da cidade de Ponta Delgada”, visando mitigar os problemas associados ao consumo de substâncias psicoactivas.
Contando apenas com um voto contra do BE e outro de um Deputado do PSD na Assembleia Municipal pontadelgadense, a proposta liberal visa “o reforço do policiamento municipal”, um reforço de pedido à PSP “para a presença de mais agentes nas ruas de Ponta Delgada” e que “a Câmara Municipal articule, com as restantes entidades envolvidas no processo de prevenção e combate às dependências, a criação de uma sala de consumos assistidos/vigiados, de forma a garantir dignidade, segurança e salubridade dos consumidores”.
Segundo Alexandra Cunha, esta sala de consumos assistidos/vigiados tem por “objectivo evitar o consumo em espaços públicos e ao mesmo tempo diminuir o risco para os consumidores, bem como algum conforto e dignidade, podendo haver também a possibilidade de realizar tarefas de higiene, convívio e apoio psicossocial” para os toxicodependentes.
Em causa, explicou a eleita liberal, está “a problemática das drogas sintéticas e o aumento do consumo destas novas substâncias psicoactivas na Região e, em particular, na cidade de Ponta Delgada”, existindo focos especialmente localizados “na Rua de Lisboa e ruas perpendiculares, Avenida Roberto Ivens, Campo de S. Francisco e Jardim Sena Freitas”.
“Sabendo-se que o consumo de drogas sintéticas nos Açores é maior do que no resto do País, o que traz para a Região um desafio difícil para a estratégia de combate a este flagelo, que atinge vários quadrantes da nossa sociedade, com consequências devastadoras para os consumidores, suas famílias e comunidades onde estão inseridos” e que, “nos últimos tempos, temos assistido nas ruas da cidade de Ponta Delgada a um aumento do consumo de drogas sintéticas na via pública, à vista de todos, assim como pessoas sob o efeito destas substâncias, demonstrando uma total degradação humana”, a IL entende que é preciso agir.
Considerando que “estas situações têm influência para quem vive, trabalha, estuda ou usufrui dos espaços e serviços de Ponta Delgada”, frisa Alexandra Cunha, e tendo em conta que “nas imediações de determinadas escolas do Concelho é frequente vermos indivíduos a consumir e a vender drogas, sem qualquer problema ou pudor, passando uma imagem de normalidade em relação a este processo”, o reforço do policiamento é essencial ao combate à problemática.
Para a Deputada Municipal da IL “a presença dos meios de Segurança Pública e da Polícia Municipal constituem um factor dissuasor do tráfico e consumo, sobretudo nas proximidades dos principais centros de venda das referidas substâncias, como é o caso do balneário municipal, na Avenida Roberto Ivens, actualmente designado, no meio, como ‘shopping das drogas sintéticas’”.
Neste sentido, a Representação Municipal da Iniciativa Liberal apresentou à Câmara Municipal recomendações, no sentido de “reforçar do policiamento municipal na zona oeste da cidade de Ponta Delgada, nomeadamente Rua de Lisboa e ruas perpendiculares a esta, Avenida Roberto Ivens, Campo de S. Francisco e Jardim Sena Freitas”; “Reforçar os pedidos, junto da Polícia de Segurança Pública, para a presença de mais agentes nas ruas de Ponta Delgada”.
Pretende também que “a Câmara Municipal articule, com as restantes entidades envolvidas no processo de prevenção e combate às dependências, a criação de uma sala de consumos assistidos/vigiados, de forma a garantir dignidade, segurança e salubridade dos consumidores”.

Edit Template
Notícias Recentes
“É urgente a necessidade de reduzir o número de utentes por Médico de Família”, diz Maria Teresa Albergaria
Jaime Oliveira foi um dos cinco açorianos que ao lado de Salgueiro Maia desceram de Santarém a Lisboa no dia 25 de Abril de 1974: “Tive medo…”
“Temos muita fé no Divino Espírito Santo”, afirmamos mordomos dos Remédios da Bretanha
Câmara de Ponta Delgada estuda solução para o trânsito na Alameda de Santa Teresa
19 medalhas de ouro, 19 de prata e 18 de bronze no Campeonato Regional das Profissões
Notícia Anterior
Proxima Notícia
Copyright 2023 Correio dos Açores