Edit Template

Paulo Moniz considera essencial que os serviços do Estado funcionem na ilha do Corvo

O cabeça-de-lista da Aliança Democrática (AD) pelos Açores, Paulo Moniz, considera essencial que os serviços do Estado funcionem na ilha do Corvo e para tal envidará todos os esforços ao seu alcance.
“É legítima a vontade de que os serviços do Estado, como as Finanças ou as Conservatórias, sejam prestados no Corvo, como em qualquer outra parte do país e tal não tem acontecido”, disse numa visita àquela ilha, onde manteve contacto com a população.
Para o candidato, “não faz sentido que um corvino que compre um imóvel no Corvo tenha de sair da sua ilha para proceder ao respectivo registo”, apontou.
Paulo Moniz entende que “a cidadania portuguesa se afirma, vive-se e respeita-se, quando se tem acesso de pleno direito aos serviços que o Estado presta, por obrigação e por dever, também no Corvo, porque é parte integrante, com honra dos Açores e de Portugal”.
O social-democrata considera que, “é através desta presença completa que se afirma um país que se quer em todo o nosso espaço europeu de pleno direito e deveres de cidadania, mas onde o Estado tem falhado”.
O cabeça-de-lista da AD pelos Açores relembra que o candidato a primeiro-ministro, Luís Montenegro, já assumiu esse compromisso e como “homem de palavra”, garante que esta necessidade será suprida quando for eleito.
Paulo Moniz assevera, por seu turno, que os próprios deputados da AD irão assegurar “que essas justas reivindicações dos corvinos não serão esquecidas”, concluiu.

Edit Template
Notícias Recentes
“Câmara Municipal de Ponta Delgada deixou praticamente de investir na vila das Capelas nos últimos anos”, afirma Manuel Cardoso
“Sou um bocadinho vulcão dos Açores e as minhas equipas reflectem essa personalidade,”assume a treinadora do Sporting, Mariana Cabral
Marcha com mais de 100 marchantes jovens promete hoje muita “brincadeira e diversão” nas Festas do São João da Vila
“Estas ilhas oferecem-nos sensibilidade, alegria, amor e dádiva que nenhum outro lugar do mundo oferece,” afirma António Rego
Maycon Melo veio de Mato Grosso no Brasil para os Açores para fazer do sushi a sua vida
Notícia Anterior
Proxima Notícia
Copyright 2023 Correio dos Açores