Edit Template

Irmãs Contemplativas do Bom Pastor organizam “Via-sacra da Esperança”no convento em Ponta Delgada

Quando faltam três semanas para o final da Quaresma, as Irmãs Contemplativas do Bom Pastor vão organizar nas próximas três Sextas-feiras uma Via-sacra nos claustros do Convento da Esperança em Ponta Delgada, terminando na Capela dos Corações de Jesus e de Maria, informa a Irmã Jaqueline Mendes, superiora da comunidade que habita no Convento.
“Vamos meditar os passos de Jesus, o Senhor Santo Cristo dos Milagres, fazendo presente todos os nossos peregrinos, procurando suavizar as dores das pessoas que aqui chegam e fazem a sua oração de lágrimas, de silêncio, de acção de graças, de intercessão”, adiantou a religiosa em declarações ao Sítio Igreja Açores. “Será um momento de oração, de reflexão silenciosa à luz das velas” adianta ainda a religiosa, salientando que este ano a comunidade religiosa quer abrir esta celebração a “todos e a todas, sobretudo às famílias” porque, na verdade, os três dias escolhidos para esta Via-Sacra são simbólicos. O primeiro, dia 8 de Março, é dedicado às mulheres; o dia 15 aos homens por estar próximo do dia de São José e depois o dia 22 de Março será dedicado especialmente às famílias, em jeito de antecipação da Semana Santa e da Páscoa.
“Este ano abrimos a todos: todas e todos estão convidados para participar nesta caminhada da esperança” refere a Irmã Jaqueline Mendes, que adianta ainda o convite que será feito a todos os participantes para “participar e dar a sua voz” nesta caminhada.
“Os peregrinos, em especial as mulheres, que são as queridas do Senhor Santo Cristo; são as mulheres das ilhas que choram e fazem as suas orações ao Senhor”, conclui.
É a segunda vez que estas religiosas preparam uma via-sacra no Convento. A comunidade conta com três religiosas – Jacqueline Mendes, que é a superiora da comunidade, Juana Salvatierra e Magdalena Pico, respectivamente naturais do Brasil, Perú e Equador – que têm uma actividade diária contemplativa, dedicando-se também ao acolhimento.
Para além da oração, são zeladoras da imagem do Senhor Santo Cristo dos Milagres e deste culto, impulsionado por madre Teresa da Anunciada, religiosa contemplativa de clausura. Esta comunidade chegou ao Convento em Janeiro de 2022, embora as irmãs do Bom Pastor, do ramo apostólico já estivessem nos Açores há muitos anos. A congregação foi fundada por Maria Eufrásia Pelletier, no século XIX, com o intuito de cuidar da educação de crianças, jovens e mulheres que eram excluídas da sociedade. As Irmãs de Nossa Senhora da Caridade do Bom Pastor com cerca de quatro mil membros e cerca de 500 associados, está presente nos cinco continentes; É também uma organização não-governamental, (ONG) com status consultivo especial, no Conselho Económico e Social (ECOSOC), da Nações Unidas, no combate ao tráfico de crianças e mulheres.
A entrada para esta celebração far-se-á pela porta principal do Convento, na Avenida Roverto Ivens.

Edit Template
Notícias Recentes
“Câmara Municipal de Ponta Delgada deixou praticamente de investir na vila das Capelas nos últimos anos”, afirma Manuel Cardoso
“Sou um bocadinho vulcão dos Açores e as minhas equipas reflectem essa personalidade,”assume a treinadora do Sporting, Mariana Cabral
Marcha com mais de 100 marchantes jovens promete hoje muita “brincadeira e diversão” nas Festas do São João da Vila
“Estas ilhas oferecem-nos sensibilidade, alegria, amor e dádiva que nenhum outro lugar do mundo oferece,” afirma António Rego
Maycon Melo veio de Mato Grosso no Brasil para os Açores para fazer do sushi a sua vida
Notícia Anterior
Proxima Notícia
Copyright 2023 Correio dos Açores