Edit Template

Uma das melhores duplas nacionais de ténis de praia é açoriana

Martim Sousa e Miguel Sousa foram os convidados da tertúlia do Programa Desporto Açores, difundido às Segundas-feiras, das 20h00 às 22h00, sempre com convidados diferentes.

Ambos fazem uma das melhores duplas nacionais, afectas ao Clube Kairós, que continua a desempenhar um papel importante na promoção do ténis de praia nos Açores e em Portugal.
Martim Sousa é o n.º 110 do Ranking Mundial, campeão regional dos Açores e vice-campeão nacional de ténis de praia. Atingiu os quartos de final do Campeonato da Europa, ajudando a selecção a alcançar o 9.º lugar no Campeonato do Mundo.
Miguel Sousa é o n.º 132 do Ranking Mundial, campeonato regional dos Açores e vice-campeão nacional de ténis de praia. Atingiu, de igual modo, os quartos de final do Campeonato da Europa, ficando nas oito melhores duplas europeias.

Martim Sousa começou no futebol

Martim Sousa tem 28 anos de idade e é natural de Ponta Delgada. Sempre esteve ligado ao desporto, porque começou a jogar futebol, quando tinha apenas 7 anos, mas também jogou ténis, a partir dos 9 anos competindo nas camadas jovens, participando em vários torneios nacionais e internacionais, conseguindo até ser o n.º 1 do Ranking Nacional, nos Sub-14. Com 15 anos optou por ir para os Estados Unidos da América e continuar a sua carreira de ténis lá, com uma bolsa académica, concorrendo para isso através de uma empresa de Barcelona. Acabou por ficar colocado, onde durante quatro anos fez a licenciatura em Ciências do Desporto. Mais tarde é convidado para ser treinador/assistente numa universidade em Virgínia, acabando por fazer o mestrado em Gestão. Passados dois anos, trabalhou numa empresa durante um ano, só que depois veio a pandemia da Covid-19, sendo quase que foi “obrigado” a regressar às origens. De regresso a São Miguel e incentivado a experimentar o ténis de praia, e tendo estado ligado ao ténis, acabou por iniciar uma carreira, em 2021, no ténis de praia.
Martim Sousa revelou, que deixou o ténis, “em 2019”, quando terminou o mestrado e começou “a trabalhar em Agosto desse ano”. Ficou um ano e meio sem estar ligado ao desporto, sendo que “o ténis de praia era dos poucos desportos que se podiam praticar durante a pandemia, desde que fosse federado. Então, esta foi também uma razão para poder ser activo e sair de casa”.

Miguel Sousa experimentou
outras modalidades

Miguel Sousa tem 22 anos de idade e também desde cedo começou a praticar ténis, com 5 anos, até aos 13 anos. A partir daqui deixou a modalidade, porque também perdeu um pouco, o interesse. “Experimentei o basquetebol, karaté e o badminton, onde aqui ainda fiz competição a nível nacional, chegando inclusivamente a ser campeão regional durante dois anos”. Posteriormente, quase até ao início da pandemia tornou-se sedentário, ganhou peso e o exercício que praticava era a disciplina de Educação Física no secundário. Incentivado pelo irmão Martim Sousa, decidiu ir também experimentar o ténis de praia. “Gostei muito, estava a perder peso e usei isso como exercício complementar, porque também estava numa dieta e assim comecei esta ligação com o ténis de praia, em 2021”. Entretanto, prosseguiu os estudos, em Lisboa, onde está a tirar o mestrado em Engenharia Mecânica, continuando os treinos e competindo ao máximo nível, sempre com a prioridade de manter o sucesso académico.

Irmão apresenta irmão

Martim e Miguel são irmãos e foram desafiados pelo apresentador, Pedro Drumond Sousa, a apresentarem-se um ao outro, na qualidade de jogadores de ténis de praia.
Miguel Sousa foi o primeiro a apresentar o irmão. “Como irmão mais velho, o Martim Sousa com o seu historial de competir durante vários anos em Portugal e nos Estados Unidos é um líder dentro do campo, cérebro do jogo, em termos tácticos e estratégicos. Sabe também gerir as emoções nos momentos mais tensos do jogo e é um jogador que transmite confiança, porque se no início há muito trabalho, no final compensa”.
Martim Sousa disse, que “primeiro é uma honra poder competir com o irmão, mas tem sido um privilégio, apesar de não acontecer muita vez. Quando se conhece uma pessoa, torna-se mais fácil criticar, mas descrevo o meu irmão como sendo um santo. Não é que saiba tudo, mas tenho experiências que ele não teve e tento sempre dizer e fazer coisas para o bem dele, mas tenho a noção que às vezes pode ser um pouco demais, mas também por essa pressão minha, ele tem evoluído muito. Acho, que ele ainda não sabe o potencial que tem e vai descobrindo aos poucos. Ele não tem tanta experiência em alta competição, mas ele está a começar cedo para daqui a três ou quatro anos ter essa experiência. Está a ser bem acompanhado, nesta sua evolução, por uma treinadora que já foi top 10 mundial, que está em Cascais. Tem muito potencial, tem demonstrado uma nova atitude, de muita confiança e sem dúvida que é o mais agressivo da dupla”.

Venham experimentar
o ténis de praia

Miguel e Martim Sousa deixaram uma mensagem, a quem frequenta as praias e nunca experimentaram o ténis de praia.
Miguel Sousa “aconselha vivamente a prática da modalidade, para quem gosta de um bom ambiente e gosta de partilhar o campo com alguém, aconselho, e nós, sempre que possível vamos lá estar para vos receber e transmitir, da melhor forma, os nossos conhecimentos e peixão pela modalidade”.
Martim Sousa relembrou que “a localização do ténis de praia está baseada na Praia do Pópulo, onde normalmente, ao fim-de-semana é onde se juntam mais pessoas e onde também há mais oportunidades para essas pessoas que queiram jogar. Nós pontualmente também andamos lá a treinar, ou no Estádio de São Miguel, que também tem um campo de areia. Venham experimentar o ténis de praia, que de certeza vão gostar”.
O Programa Desporto Açores é da autoria de Pedro Drumond Sousa, e transmitido através de várias plataformas digitais para diversas rádios da Região, para o território nacional e para a diáspora, nomeadamente Estados Unidos da América e Canadá.

Marco Sousa

Edit Template
Notícias Recentes
“Câmara Municipal de Ponta Delgada deixou praticamente de investir na vila das Capelas nos últimos anos”, afirma Manuel Cardoso
“Sou um bocadinho vulcão dos Açores e as minhas equipas reflectem essa personalidade,”assume a treinadora do Sporting, Mariana Cabral
Marcha com mais de 100 marchantes jovens promete hoje muita “brincadeira e diversão” nas Festas do São João da Vila
“Estas ilhas oferecem-nos sensibilidade, alegria, amor e dádiva que nenhum outro lugar do mundo oferece,” afirma António Rego
Maycon Melo veio de Mato Grosso no Brasil para os Açores para fazer do sushi a sua vida
Notícia Anterior
Proxima Notícia
Copyright 2023 Correio dos Açores