Edit Template

Australiana Sarah Lindsay visita e colabora no projecto ‘A Avó veio trabalhar nos Açores’

Esta semana, as avós lagoenses do projecto “A Avó Veio Trabalhar nos Açores” tiveram uma visita e colaboração especial da artista australiana Sarah Lindsay.
Está a decorrer a semana intensiva deste projecto, com a presença da cofundadora do projecto e da Associação Fermenta, Susana António, e da artista australiana Sarah Lindsay, que quis vir conhecer o trabalho artesanal dos Açores e colaborar na nova colecção do grupo açoriano do projecto “A Avó Veio Trabalhar”.
Sarah Lindsay nasceu no Reino Unido e, actualmente, vive e trabalha no seu estúdio caseiro em Melbourne, na Austrália. É uma das artistas têxteis mais famosas da Austrália, tendo recebido a sua formação inicial em tapeçaria no Australian Tapestry Workshop e trabalhado no mesmo espaço, como artista e directora, até 1990. Chefiou, também, o Departamento Têxtil da Tasmanian School of Art, de 1990 a 1994. Sarah Lindsay recebeu, ainda, um Fellowship Grant do Governo australiano, em 1995. O seu trabalho consiste em tapeçarias de algodão, explorando ideias relacionadas com o sentido de lugar e de casa, usando o tecido de algodão como um significante universal. O quadriculado é uma estrutura de trama elementar que está presente na maioria das culturas que produziram tecidos, sendo que, com o tempo, tornou-se sinónimo da sua própria identidade.
No último ano, realizou residências artísticas em Quioto, no Japão, e em Lisboa. Actualmente, está a concluir uma série de pequenos desenhos e tapeçarias de ‘Tatami’ nos quais explora a linha desenhada/tecida.
De referir que o grupo do projecto “A Avó Veio Trabalhar nos Açores” tem vindo a crescer, contando, actualmente, com cerca de 20 avós lagoenses, e com a integração dos centros de convívio da Atalhada e da Ribeira Chã.
Salienta-se que, todos os interessados em integrar este projecto e pertencer a esta família de avós, poderão contactar a Câmara Municipal de Lagoa, através do telefone 296 960 600.

Edit Template
Notícias Recentes
“É urgente a necessidade de reduzir o número de utentes por Médico de Família”, diz Maria Teresa Albergaria
Jaime Oliveira foi um dos cinco açorianos que ao lado de Salgueiro Maia desceram de Santarém a Lisboa no dia 25 de Abril de 1974: “Tive medo…”
“Temos muita fé no Divino Espírito Santo”, afirmamos mordomos dos Remédios da Bretanha
Câmara de Ponta Delgada estuda solução para o trânsito na Alameda de Santa Teresa
19 medalhas de ouro, 19 de prata e 18 de bronze no Campeonato Regional das Profissões
Notícia Anterior
Proxima Notícia
Copyright 2023 Correio dos Açores