Edit Template

Futsal: Derrota complica CP Livramento

A derrota do GD Casa do Povo do Livramento, em casa, veio complicar as contas da manutenção na Segunda Divisão nacional de futsal.
A formação da ilha de São Miguel permanece em penúltimo lugar na série 2 de manutenção/descida, mas são 6 os pontos de atraso para as equipas do Macedense e dos Amigos da Cerva.
Uma entrada fulgurante do Boa Esperança, equipa de Castelo Branco, conferiu-lhe uma vantagem de 3-0 aos 11 minutos, com o 4-0 a aparecer só aos 37 minutos.
A expulsão de Diogo Dias, aos 10m, complicou ainda mais a vida da CP Livramento. No período em que esteve com 4 jogadores em campo, sofreu o 3-0.
Resultados da 7.ª jornada: Venda Nova – Amigos Cerva, 7-8; Portimonense – Macedense, 6-0; Modicus – Póvoa Futsal, 7-1 e CP Livramento – Boa Esperança, 0-4.
Classificação: 1.º Módicus Sandim, 21 pontos; 2.ºs Portimonense e Boa Esperança, 15; 4.º Venda Nova, 12; 5.ºs Macedense e Amigos da Cerva, 9; 7.º CP Livramento, 3 e 8.º Póvoa Futsal, 0 pontos.
A jornada 7 da fase de subida da Segunda Divisão não foi favorável às equipas da ilha Terceira. Ambas saíram derrotadas.
O Lusitânia perdeu em Loures, com a Associação dos Moradores de Santo António Cavaleiros (AMSAC), por 6-3, mas esteve a vencer por 3-1 aos 19 minutos. Porém, entre os 23 e os 25 minutos o AMSAC reverteu o resultado para 4-3 para, na parte final, apontar mais dois golos.
O Barbarense perdeu em casa, por 3-2, com o Burinhosa.
A classificação actual: 1.º AMSAC, 18 pontos; 2.º Dínamo Sanjoanense, 16; 3.º Lusitânia, 12; 4.º Nuno Álvares, 11; 5.ºs Burinhosa e Barabarense, 9; 7.º Marítimo Madeira, 6 e 8.º Famalicão, 0 pontos.

Santa Clara perde
de forma inesperada

Inesperada foi a derrota do Santa Clara em Santa Cruz das Flores frente ao último, o Minhocas, por 6-4.
A partida estava em atraso da 9.ª jornada da série Açores da Terceira Divisão.
Quando os jogadores do Santa Clara “acordaram” aos 8 minutos já perdiam por 4-0, com os quatro golos da autoria de Adriano Rodrigues, aos 2, 7 e dois golos aos 8 minutos. Na primeira parte não houve mais golos.
Alexandre Fontes, aos 27m, elevou para 5-0, reduzindo, aos 31m, Flávio Carreiro para 5-1. Adriano Rodrigues apontou o quinto golo no jogo e o 29.º na época fazendo 6-1 para o Minhocas.
O Santa Clara reagiu tardiamente, com dois golos de Alex Silva ao minuto 37 e de Flávio Carreiro, aos 39m.
Classificação com todas as equipas com 10 jogos: 1.º São Sebastião, 30 pontos; 2.º Desp. Biscoitos, 21; 3.º Santa Clara, 19; 4.º Remédios SC, 16; 5.º Agualva, 10; 6.º Desp. Piedade, 8; 7.º São João do Pico, 7 e 8.º Minhocas, 6 pontos.

Ao rubro

A duas jornadas do final a atribuição do título de campeão de São Miguel está ao rubro, com três equipas aptas a sagrarem-se campeãs.
O CD Vera Cruz atrasou-se ao empatar em Rabo de Peixe com o União Capitães do Atlântico. Esteve a vencer por 4-0 até aos 28 minutos, mas nos 12 minutos finais consentiu 4 golos. É certo que continua em primeiro, mas com mais um jogo do que os adversários.
A equipa dos Fenais da Ajuda folga na próxima jornada e na última actua no recinto do Achada FC, que está também na corrida. Só que a formação nordestense enfrenta os candidatos. Domingo nos Remédios da Lagoa com o Atalhada, para receber por fim o Vera Cruz.
Se a equipa da Atalhada vencer o Achada fica em boa posição para regressar à Terceira Divisão, porque defronta na última ronda a frágil equipa da Universidade dos Açores. Resultados da 14.ª jornada: Fenais da Luz – Fazenda SC, 2-14; Ass. Académica da Universidade dos Açores – Atalhada FC, 2-6 e UD Capitães do Atlântico – CD Vera Cruz, 4-4. Folgou o Achada FC. No jogo referente à 7.ª jornada, cuja ordem havia sido trocada, o Santa Clara B foi à Povoação ganhar, por 5-4, ao Mira Mar.
Classificação: 1.º CD Vera Cruz (+1), 37 pontos; 2.º Atalhada FC, 36; 3.º Achada FC, 34; 4.º UD Capitães Atlântico, 25; 5.º Fazenda SC, 22; 6.º Santa Clara B (-1), 15; 7.º Mira Mar, 10; 8.º Ass. Académica Universidade dos Açores, 7 e 9.º GD Fenais da Luz, 0 pontos.

E se…

A equipa júnior da Casa do Povo do Livramento perdeu o título de campeão dos Açores porque empatou nas Flores com o Minhocas (3-3), isto porque na última partida goleou o Barbarense por 9-1.
Naturalmente a questão que devem colocar é: “e se tivéssemos ganho nas Flores?”. Pois seriam campeões, porque haviam perdido na ilha Terceira com o Barbarense por 7-5. Ficavam com os mesmos pontos mas com vantagem nos golos.
O Barbarense chegou ao Livramento já campeão, porque havia ganho, na véspera, nos Flores, por 7-5 ao Minhocas.
O Barbarense somou 9 pontos, a CP Livramento 7 e o Minhocas 1 ponto.
O novo campeão açoriano de Sub-19 vai jogar a Taça Nacional inserido na Série G com o Belenenses e com o Internacional de Évora.

Edit Template
Notícias Recentes
“É urgente a necessidade de reduzir o número de utentes por Médico de Família”, diz Maria Teresa Albergaria
Jaime Oliveira foi um dos cinco açorianos que ao lado de Salgueiro Maia desceram de Santarém a Lisboa no dia 25 de Abril de 1974: “Tive medo…”
“Temos muita fé no Divino Espírito Santo”, afirmamos mordomos dos Remédios da Bretanha
Câmara de Ponta Delgada estuda solução para o trânsito na Alameda de Santa Teresa
19 medalhas de ouro, 19 de prata e 18 de bronze no Campeonato Regional das Profissões
Notícia Anterior
Proxima Notícia
Copyright 2023 Correio dos Açores