Edit Template

485 toneladas de peixe descarregado em portos açorianos no valor de 2,5 milhões de euros nos Açores

Os Açores têm um valor superior na quantidade de pesca descarregada, em Fevereiro de 2024, face ao mês homólogo do ano anterior. Os dados são provenientes da plataforma Estatística dos Açores (SREA).
Em Fevereiro de 2024, houve 385.148 quilogramas (kg) de pesca descarregada, mais 17.055 kg face ao mesmo período do ano anterior. No total do segundo mês deste ano, foram arrecadados quase 2.5 milhões de euros (2.497.453 euros).
De todas as ilhas do arquipélago, apenas a Ilha de São Miguel, a Ilha da Terceira e a Ilha das Flores apresentaram resultados superiores este mês face ao mesmo período do ano anterior. A quantidade de pesca descarregada na Ilha de São Miguel, em Fevereiro de 2024, foi o maior responsável pelos números deste mês, com 242.416 kg de pesca descarregada (63% do total).
Entre as ilhas que apresentaram um valor inferior no mês de Fevereiro de 2024 face ao mesmo mês do ano anterior, aquelas que apresentaram uma maior diferença foram a Ilha do Faial, com menos 23.535 kg de pesca descarregada, e a Ilha de São Jorge, com menos 4.331 kg de pesca descarregada.
A quantidade de pesca descarregada em cada uma das ilhas do arquipélago no mês de Fevereiro de 2024, com o resultado obtidos no período homólogo do ano anterior, em ordem decrescente: São Miguel, com 242.416 kg de pesca descarregada em Fevereiro de 2024 (192.115 kg em Fevereiro de 2023); Terceira, com 58.715 kg em Fevereiro de 2024 (57.782 kg em 2023); Graciosa, com 22.386 kg em Fevereiro de 2024 (26.544 kg em 2023); Pico, com 21.385 kg em Fevereiro de 2024 (23.319 kg em 2023); Faial, com 20.539 kg em Fevereiro de 2024 (44.074 kg em 2023); São Jorge, com 6.466 kg em Fevereiro de 2024 (10.797 kg em 2023); Santa Maria, com 6.073 kg em Fevereiro de 2024 (7.888 kg em 2023); Flores, com 5.749 kg em Fevereiro de 2024 (3.704 kg em 2023), e Corvo, com 1.418 kg em Fevereiro de 2024 (1.868 kg em 2023).
De todo o pescado – os peixes, os moluscos e os crustáceos -, o principal contribuidor para os 385.148 kg de pesca descarregada foram os peixes, com 352.580 kg (91.6% do total) e 2.218.329 euros (89.5% do valor total monetário), seguindo-se dos moluscos, com 32.435 kg e 260.079 euros, e os crustáceos, com 60kg e 1.045 euros.
Em termos de valores monetários, São Miguel foi a ilha que mais contribuiu financeiramente, com 1.308.523 euros (52.8% do total das verbas) e as Flores foram a ilha com o preço médio mais elevado, com 13.45 euros por kg, um valor superior à média regional (6.44 euros por kg), que subiu 4.8% face ao mesmo período do ano anterior.
A quantidade de caldeirada, em Fevereiro de 2023, é inferior ao mesmo período homólogo do ano anterior: 2.835 kg de caldeirada em 2024 face aos 6.842 kg de caldeirada no mesmo mês de 2023.

Edit Template
Notícias Recentes
“É urgente a necessidade de reduzir o número de utentes por Médico de Família”, diz Maria Teresa Albergaria
Jaime Oliveira foi um dos cinco açorianos que ao lado de Salgueiro Maia desceram de Santarém a Lisboa no dia 25 de Abril de 1974: “Tive medo…”
“Temos muita fé no Divino Espírito Santo”, afirmamos mordomos dos Remédios da Bretanha
Câmara de Ponta Delgada estuda solução para o trânsito na Alameda de Santa Teresa
19 medalhas de ouro, 19 de prata e 18 de bronze no Campeonato Regional das Profissões
Notícia Anterior
Proxima Notícia
Copyright 2023 Correio dos Açores