Edit Template

Segunda edição do Walking Football contou com a presença de cinco equipas

O Walking Football, desporto destinado a quem tem 50 ou mais anos de idade, teve a sua segunda edição no passado Sábado no Complexo Desportivo do Lagedo.
Na segunda edição, e naquele que foi o primeiro encontro deste ano, participaram as equipas do Marítimo Sport Clube, Grupo Desportivo Bota Fogo, Clube Desportivo Santo António, Universidade Sénior e Associação de Futebol de Ponta Delgada.
Para Robert Câmara, Presidente da Associação de Futebol de Ponta Delgada, este eventos “são acontecimentos de grande importância. Na Associação de Futebol de Ponta Delgada, temos privilegiado tudo o que tem a ver com a inclusão, desde a mais tenra idade, com o estímulo das escolinhas nos clubes e com os traquinas. Agora os clubes aceitaram também incluir pessoas que estão numa faixa etária mais avançada”, disse.
Questionado sobre a possibilidade do evento ir crescendo de encontro para encontro, o Presidente da Associação de Futebol foi peremptório: “para já temos cinco equipas. Este é o primeiro encontro do ano. A seis ou a sete de Abril faremos o segundo encontro”.
Realçou que “o processo de inscrições iniciou-se à duas semanas atrás portanto é provável, e estamos a contar, que apareça pelo menos mais um núcleo ou dois. A quantidade é importante e se conseguirmos aumentar o número de participantes, conseguiremos separar os eventos por duas faixas etárias”.
Explicou que “a ideia era termos três ou quatro núcleos com indivíduos com mobilidade reduzida, porque embora seja a partir dos 50 anos, existem aqui capacidades muito diferenciadas e se conseguirmos três ou quatro núcleos compostos por pessoas com idades mais avançadas e com mobilidade mais reduzida, faremos dois tipos de eventos. Isto para nós é o mais importante do que os números propriamente ditos”.
“Claro que se crescermos é sinal que as pessoas estão a aderir e o objectivo está em chegar a mais gente. Queremos promover a saúde através da prática desportiva e combater a solidão nas idades mais avançadas”.
“O ano passado, nos encontros que fizemos em todas as freguesias, participaram, salvo erro quatro pessoas com mais de 90 anos”, afirmou o presidente.
“Ao encontro nacional levamos um grupo de 10 pessoas, oito senhoras e dois senhores, com uma média de idades próxima dos 73 anos”.
“A pessoa com mais idade estava a caminho dos 77 anos. Este ano boa parte do grupo que foi ao encontro nacional está presente, portanto num grupo de 10 pessoas está uma média de idades de cerca de 74 anos”.
“Como está a decorrer ainda o processo de inscrição, não lhe sei dizer ao certo qual será, mas andará entre os 65 e 70 anos de idade”, concluiu Robert Câmara, Presidente da Associação de Futebol de Ponta Delgada.

Edit Template
Notícias Recentes
“É urgente a necessidade de reduzir o número de utentes por Médico de Família”, diz Maria Teresa Albergaria
Jaime Oliveira foi um dos cinco açorianos que ao lado de Salgueiro Maia desceram de Santarém a Lisboa no dia 25 de Abril de 1974: “Tive medo…”
“Temos muita fé no Divino Espírito Santo”, afirmamos mordomos dos Remédios da Bretanha
Câmara de Ponta Delgada estuda solução para o trânsito na Alameda de Santa Teresa
19 medalhas de ouro, 19 de prata e 18 de bronze no Campeonato Regional das Profissões
Notícia Anterior
Proxima Notícia
Copyright 2023 Correio dos Açores