Edit Template

Caixa Económica da Misericórdia de Angra do Heroísmo com lucro de 6.657 milhares de euros em 2023

A Caixa Económica da Misericórdia de Angra do Heroísmo (CEMAH) apresentou, no passado dia 21 de Março, em Assembleia Geral Ordinária, o Relatório e Contas de 2023, tendo o mesmo merecido aprovação do seu accionista único, a Santa Casa da Misericórdia de Angra do Heroísmo (SCMAH).
A CEMAH apresenta um Resultado Líquido do Exercício de 6.657 milhares de Euros e um rácio de capital que se situou nos 15,31%, elevando-se, após a incorporação de resultados, para os 18,99%.
Após um período de 7 anos sem distribuição de dividendos, devido a um “esforço significativo e absolutamente necessário” de capitalização, está a CEMAH finalmente em condições de poder atribuir um dividendo ao seu accionista, que corresponderá a 15% do resultado líquido, ou seja, cerca de 999 milhares de euros.
Este era um dos objectivos por cumprir no âmbito do mandato dos actuais órgãos sociais, que muito se orgulham de o ter conseguido, sem comprometer minimamente a solidez e a robustez da instituição e por ser justo para com a entidade titular que nunca regateou esforços para dotar a CEMAH do nível de capital considerado adequado.
É de ressalvar ainda os volumes das carteiras de depósitos de clientes e de crédito bruto concedido, que a 31 de Dezembro de 2023 eram, respectivamente, de 442.128 milhares de Euros e de 273.853 milhares de euros.
Os seus fundos próprios atingiram o valor de 34.350 milhares de euros, tendo praticamente duplicado nos últimos 10 anos.
Os resultados apresentados em sede deste Relatório e Contas são, em larga medida, fruto das taxas de juro ocorridas neste período, mas “são também o espelho da confiança” que os seus clientes têm na Instituição e atestam o contributo da Caixa Económica da Misericórdia de Angra do Heroísmo no financiamento da economia regional, demonstrando a resiliência desta Instituição centenária, cuja actividade se desenvolve num cenário de enormes desafios e exigências.
A CEMAH mantém o objectivo traçado no ano transacto, em linha com o seu Plano Estratégico: potenciar a rentabilidade da Instituição, com enfoque no desenvolvimento do negócio e da actividade comercial, sem descurar os interesses do seu accionista único, a Santa Casa da Misericórdia de Angra do Heroísmo, e os dos seus clientes, cujas necessidades e satisfação são a sua principal premissa, bem como a cada vez mais premente preocupação com as práticas ambientais, sociais e de boa governança (ESG), procurando melhorar os impactos nas esferas ambientais e sociais desta Instituição, numa óptica de sustentabilidade.

Edit Template
Notícias Recentes
25 de Abril - 50 anos
De Mota Amaral a Vasco Cordeiro: 30 anos de história do Comité das Regiões agora disponíveis
Jovem de 22 anos meteu um saco plástico na cabeça da vitima e agrediu-lhe no rosto em Ponta Delgada
“Abril será ouvido/Enquanto se for lutando/Para por a nu palavras/Que se teimam em vestir”
Há festa na Praça Nossa Senhora do Rosário da Lagoa com populares a assinalar o 25 de Abril
Notícia Anterior
Proxima Notícia
Copyright 2023 Correio dos Açores