Edit Template

PSP deteve dois homens por suspeita de tráfico droga sintética em Santa Cruz da Lagoa

O Comando Regional da PSP dos Açores, por intermédio de policias da Brigada de Investigação Criminal da Esquadra da Lagoa, deteve dois homens, com 33 e 38 anos, fortemente indiciados da prática do crime de tráfico de estupefacientes.
No âmbito de um inquérito liderado por um magistrado do Ministério Público de Ponta Delgada, foram desenvolvidas várias diligências policiais que permitiram comprovar o relato de várias denúncias anónimas que apontavam para um suposto cenário de tráfico de droga com centro de operações numa zona urbana localizada na freguesia de Santa Cruz, concelho da Lagoa. Ainda de acordo com as diligências policiais, foi possível apurar que o arguido mais novo, de modo a dificultar a intervenção policial, previamente combinava com os consumidores das referidas substâncias um ponto de encontro situado num local ermo e fora do fluxo normal de trânsito, local onde procedia à venda directa de droga sintética, sendo, inclusivamente, recolhidas provas que vieram a fortalecer as suspeitas que o arguido distribuía a outros traficantes de menor dimensão, doses de droga sintética para posterior venda.
Tendo por base os elementos de prova reunidos, e após terem sido avaliados pelas autoridades judiciárias competentes, foi desencadeada uma operação policial que veio a permitir interceptar o arguido no exacto momento em que procedia à venda de uma dose individual de droga sintética a um consumidor, e recebia deste a correspondente contrapartida financeira.
Seguidamente, foram executadas uma busca domiciliária e outra não domiciliária, as quais vieram a permitir surpreender e deter o arguido mais velho, in locu, por se encontrar na posse de substâncias ilícitas e outros objectos relacionados com o crime sob investigação, nomeadamente quantias monetárias suspeitas, aproximadamente 20 doses de haxixe em condições de serem transaccionadas, panorama que levou à detenção de ambos os arguidos.
Após terem sido presentes a interrogatório judicial perante o Juiz de Instrução Criminal de Ponta Delgada aguardarão as restantes fases do processo com as medidas de coacção de termo de identidade e residência, apresentações periódicas obrigatórias perante as autoridades e proibição de contactos com toxicodependentes.

Edit Template
Notícias Recentes
25 de Abril - 50 anos
De Mota Amaral a Vasco Cordeiro: 30 anos de história do Comité das Regiões agora disponíveis
Jovem de 22 anos meteu um saco plástico na cabeça da vitima e agrediu-lhe no rosto em Ponta Delgada
“Abril será ouvido/Enquanto se for lutando/Para por a nu palavras/Que se teimam em vestir”
Há festa na Praça Nossa Senhora do Rosário da Lagoa com populares a assinalar o 25 de Abril
Notícia Anterior
Proxima Notícia
Copyright 2023 Correio dos Açores