Edit Template

PSP deteve 4 homensem Rabo de Peixena posse de 256 doses de suposta droga sintéticae 12 doses de heroína

Dois dos detidos estão presos
a aguardar julgamento

O Comando Regional da Polícia de Segurança Pública (PSP) dos Açores, através de polícias da Brigada de Investigação Criminal (BIC) da Esquadra de Rabo de Peixe, da Divisão Policial de Ponta Delgada, informa que desenvolveu várias diligências de Investigação que resultaram na detenção de 4 indivíduos, do sexo masculino, fortemente indiciados da prática de um crime de tráfico de estupefacientes.
Para o efeito, foi montada uma operação policial de grande envergadura que permitiu a realização de uma busca domiciliária e várias buscas não domiciliárias.
No decorrer das diligências em apreço, foram apreendidas: mais de 256 doses de produto indeterminado (suspeitas de se tratar de droga sintética); mais de 12 doses de heroína; uma balança de precisão; sete telemóveis; vários recortes e sacos doseadores; vários utensílios usados no doseamento de substância estupefaciente; 881 euros em notas e moedas.
Os detidos, com idades entre os 19 e os 48 anos, foram presentes a primeiro interrogatório judicial, tendo sido aplicada a dois dos indivíduos, a medida de coação mais gravosa de prisão preventiva, e aos restantes, apresentações periódicas diárias perante as autoridades.
Colaboraram com a Brigada de Investigação Criminal de Rabo de Peixe a Esquadra de Investigação Criminal de Ponta Delgada; Esquadra de Intervenção e Fiscalização Policial de Ponta Delgada; Força Destacada da Unidade Especial de Polícia, através da Equipa Operacional Cinotécnica de Ponta Delgada; e Brigada de Intervenção Criminal da Ribeira Grande.
Segundo o comunicado “esta operação é o culminar de vários meses de investigação efectuada pela Brigada de Intervenção de Rabo de Peixe, tendo sido possível desmantelar uma rede familiar de tráfico de estupefacientes que se dedicava à traficância, essencialmente, na zona piscatória da Vila de Rabo de Peixe”.
O Comando Regional dos Açores da Polícia de Segurança Pública destaca a intervenção articulada entre autoridades judiciárias e policiais que veio a permitir “debelar mais um foco de insegurança que se encontrava a causar notória desestabilização junto da comunidade residente em Rabo de Peixe, procurando, desta forma, restabelecer a ordem e a tranquilidade pública em toda a zona envolvente ao local do crime”.

Edit Template
Notícias Recentes
Governo destaca Marca Açores como uma ferramenta essencial na promoção dos produtos e serviços do arquipélago
Presidente do Governo reafirmou ao Almirante Gouveia e Melo os poderes autonómicos dos Açores na gestão do mar
Padre Duarte Melo e Leonor Anahory defendem que se deve aproveitar o saber dos mais velhos para ajudar a formar os mais novos
Dezenas de pessoas “com muita devoção pelo Espírito Santo” ajudaram nos preparativos das 13 mil sopas que serão servidas hoje no Campo de São Francisco
Cinco detidos no aeroporto de Ponta Delgada com documentos de identificação falsos
Notícia Anterior
Proxima Notícia
Copyright 2023 Correio dos Açores