Edit Template

IL quer saber quantas plataformas de TVDE estão licenciadas na Região

O deputado da Iniciativa Liberal no Parlamento dos Açores, Nuno Barata, questionou, ontem, o Governo Regional sobre o número de licenciamentos e averbamentos de TVDE (transporte individual de passageiros em veículos descaracterizados a partir de plataforma electrónica), uma vez que “não se conhece o número de veículos inscritos pelos operadores TVDE” na Região.
Em causa está uma legislação regional, aprovada em Janeiro de 2022, que institui o Regime Jurídico da Actividade de Transporte Individual e Remunerado de Passageiros em Veículos Descaracterizados a partir de Plataforma Electrónica na Região Autónoma dos Açores (TVDERAA), cujo único partido que votou contra foi a IL, por considerar que a legislação “impunha restrições proteccionistas” à entrada em funcionamento nos Açores das plataformas TVDE.
Ora, diz agora Nuno Barata, dois anos após a entrada em vigor da lei regional, “desconhece-se se existem plataformas electrónicas de TVDE devidamente averbadas ou licenciadas na Região”, para além de que “se desconhece o número de pedidos de licenciamento e licenciamentos emitidos pela Direcção Regional dos Transportes Terrestres, no âmbito da actividade de operador de TVDE na Região”. Segundo os liberais “desconhece-se, igualmente, o número de comunicações prévias de operadores já licenciados a nível nacional e o número de averbamentos emitidos, de licenças obtidas a nível nacional, para a Região”, assim como “não se possui informação sobre o número de motoristas de TVDE detentores de certificado regional de motorista de TVDE e sobre o número de motoristas TVDE certificados, inscritos em plataforma de TVDE”. Por fim, alega Barata, “não se conhece o número de veículos inscritos pelos operadores TVDE, junto de plataforma electrónica TVDE”.
Assim, o parlamentar liberal, constatando “a razão que a IL teve na altura da criação de tal legislação regional”, quer dados que esclareçam “todas as dúvidas e desconhecimentos existentes”.
Os dados agora solicitados ao Executivo de coligação não invalidam, por parte da IL, antes podem até contribuir, para a apresentação de uma proposta legislativa que “simplifique procedimentos e retire carga burocrática e proteccionista ao acesso de jovens ou outros interessados em lançar o produto das plataformas TVDE.

Edit Template
Notícias Recentes
Novo modelo de avaliação externa dos alunos a partir de 2024/2025
Octant Furnas lança nova carta de Verão com sabores dos Açores com assinatura do Chef alentejano Henrique Mouro
Homem de 48 anos detido no Aeroporto João Paulo II por suspeita da prática do crime de posse de arma proibida
Incêndio em casa devoluta nas Laranjeiras
Câmara investe 250 mil euros na requalificação de ruas nas Capelas
Notícia Anterior
Proxima Notícia
Copyright 2023 Correio dos Açores