Edit Template

Arquivado processo que investigou a morte por covid-19 de doze utentes da Santa Casa da Misericórdia de Nordeste

O Ministério Público proferiu a 26 de Março 2024 despacho de arquivamento no inquérito criminal onde se investigou a morte por covid-19 de 12 utentes da Estrutura Residencial para Pessoas Idosas da Santa Casa da Misericórdia do Nordeste, em Março de 2020, por não se terem recolhido indícios da prática de crime.
A investigação decorreu para averiguar a responsabilidade de uma médica do Hospital do Divino Espírito Santo de Ponta Delgada, que deu alta hospitalar a uma utente do lar da Santa Casa da Misericórdia do Nordeste sem ter efectuado previamente um teste para determinar se estava infectada com o vírus SARS-CoV-2, dos responsáveis da Santa Casa da Misericórdia do Nordeste na propagação do vírus aos restantes utentes e funcionários da Santa Casa, e do Delegado de Saúde, relativamente às medidas que tomou para evitar a propagação do vírus.
Realizadas todas as diligências no inquérito, nomeadamente a emissão de parecer pelo Conselho Médico-Legal do Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses Delegação do Centro, concluiu-se que a médica que deu a alta hospitalar não estava obrigada a fazer o teste para Ccovid-19 à utente, uma vez que tal medida ainda não se encontrava implementada e esta não apresentava qualquer sintomatologia relacionada com a covid-19 ou qualquer outra doença do aparelho respiratório, que o Provedor da Santa Casa da Misericórdia do Nordeste e os respectivos funcionários não tiveram qualquer responsabilidade na propagação interna do vírus pelos utentes e funcionários da Santa Casa porquanto, ainda antes de ter aparecido o primeiro caso de covid-19 nos Açores, já tinham implementado o Plano de Contingência na Santa Casa da Misericórdia do Nordeste e só tiveram conhecimento que a utente se encontrava infectada dias depois de a mesma ter regressado ao lar e que o Delegado de Saúde tomou todas as medidas previstas para debelar a propagação da doença na Santa Casa da Misericórdia do Nordeste assim que foi informado do diagnóstico do primeiro caso de covid-19 na Santa Casa. A investigação foi realizada pela secção e Ponta Delgada do DIAP dos Açores.

Edit Template
Notícias Recentes
“Câmara Municipal de Ponta Delgada deixou praticamente de investir na vila das Capelas nos últimos anos”, afirma Manuel Cardoso
“Sou um bocadinho vulcão dos Açores e as minhas equipas reflectem essa personalidade,”assume a treinadora do Sporting, Mariana Cabral
Marcha com mais de 100 marchantes jovens promete hoje muita “brincadeira e diversão” nas Festas do São João da Vila
“Estas ilhas oferecem-nos sensibilidade, alegria, amor e dádiva que nenhum outro lugar do mundo oferece,” afirma António Rego
Maycon Melo veio de Mato Grosso no Brasil para os Açores para fazer do sushi a sua vida
Notícia Anterior
Proxima Notícia
Copyright 2023 Correio dos Açores