Edit Template

Mário Fortuna admite que a SATA faça um “reset” na privatização da Azores Airlines e SITAVA defende que o Governo “pare” com o processo

O Presidente da Câmara do Comércio e Indústria de Ponta Delgada, Mário Fortuna abordou, ontem o processo de privatização da Azores Airlines, admitindo a possibilidade de se reiniciar o concurso.
“É difícil emitir uma opinião”, respondeu aos jornalistas, “mas é fácil de fazer uma análise do que se está a passar com o processo da SATA. Como sabemos, desencadeou-se num determinado momento, e teve um percurso marcado pela instabilidade política que se viveu durante algum tempo. Chegados aqui, há naturalmente que reflectir sobre o que foi o desenrolar deste processo e qual é a melhor forma de dar o passo seguinte. Será de entrar somente com um único candidato, que é o único que ficou no concurso, ou de fazer um reset (reinício) ao processso e utilizar as novas circunstâncias que se criaram no último ano para fazer acertos no concurso?”, indagou.
Mário Fortuna afirma qual é a expectativa da CCIPD: “A Administração da SATA e o Governo ponderam cuidadosamente os dados que têm em presença para que se trace o melhor percurso para que, até finais de 2025, se consiga definir aquilo que a União Europeia quer que a SATA faça como contrapartida de ter admitido reforços de capital. É importante que a SATA continue a voar e a voar bem, de forma saudável”, explica.
O Presidente da CCIPD acredita que é importante ter um sócio privado dentro da empresa, porque “traz valor acrescentado e se evite situações menos comuns” como a SATA passou, afirmando que a exposição que a SATA tem é “única”.
Entretanto, o Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos (Sitava) pediu ao Governo Regional dos Açores para que “pare imediatamente” a privatização da Azores Airlines, depois de o júri do concurso ter manifestado a reavaliação do único concorrente.
“Ao Governo Regional voltamos agora a apelar para que pare imediatamente o processo”, defendeu o sindicato, salientando que “reconhecer um erro e inverter a trajectória não fragiliza o Governo”.

Edit Template
Notícias Recentes
“Câmara Municipal de Ponta Delgada deixou praticamente de investir na vila das Capelas nos últimos anos”, afirma Manuel Cardoso
“Sou um bocadinho vulcão dos Açores e as minhas equipas reflectem essa personalidade,”assume a treinadora do Sporting, Mariana Cabral
Marcha com mais de 100 marchantes jovens promete hoje muita “brincadeira e diversão” nas Festas do São João da Vila
“Estas ilhas oferecem-nos sensibilidade, alegria, amor e dádiva que nenhum outro lugar do mundo oferece,” afirma António Rego
Maycon Melo veio de Mato Grosso no Brasil para os Açores para fazer do sushi a sua vida
Notícia Anterior
Proxima Notícia
Copyright 2023 Correio dos Açores