Edit Template

Santo Cristo Emigrante

As Festas do Senhor Santo Cristo dos Milagres são a maior concentração religiosa dos Açores. E a segunda maior de Portugal, depois de Fátima. Consta mesmo que a sua procissão é a mais extensa e densa de toda a Europa. Uma imensa procissão com uma única Imagem. Uma Imagem única. Poderosa e cativante. Sem igual. À sua passagem ficamos sozinhos na multidão.
Tudo se passa em pleno Atlântico, a meio caminho entre o Velho Continente e o Novo Mundo, na ilha de São Miguel, na cidade de Ponta Delgada, no Campo de São Francisco. Por ocasião do quinto domingo após a Páscoa. Desde há mais de três séculos.
A festa primeira e maior do Senhor Santo Cristo dos Milagres, de referência regional e transatlântica, celebra‐se em Ponta Delgada desde 1700, mas é abrangente e intensa a sua devoção nas comunidades açorianas das duas américas.
O Senhor Santo Cristo dos Milagres nasceu em São Miguel, cresceu para as outras ilhas dos Açores e ficou do tamanho da açorianidade global. Desembarcou no Brasil, chegou aos Estados Unidos, passou pela Bermuda e afirmou-se no Canadá.

No Brasil
Na primeira paragem da emigração açoriana, o Brasil, Santo Cristo deu nome a uma igreja que deu nome a todo um bairro na “cidade maravilhosa”.
O Bairro do Santo Cristo, na zona portuária do Rio de Janeiro, é um bairro portuário de classe média que deve o seu topónimo à igreja construída em frente ao cais.
E tudo começou com a Imagem do Ecce Homo, levada dos Açores para o Brasil, supostamente por homens oriundos da ilha Terceira, em 1850, segundo informação da paróquia atual.
Surge, então, uma capelinha à beira‐mar, é constituída a Irmandade de Santo Cristo dos Milagres e procede‐se ao lançamento da primeira pedra para uma capela maior que, a 15 de agosto de 1911, é elevada à categoria de igreja matriz.
Em 2011, foi solenemente assinalado o centenário desta paróquia brasileira do Santo Cristo dos Milagres.

Nos Estados Unidos
Mais a norte, a cidade mais açoriana da América – Fall River, em Massachusetts, na costa leste dos Estados Unidos, resultando a maior parte da sua população de sucessivas gerações oriundas ou descendentes da ilha de São Miguel – não poderia deixar de registar uma presença notável e duradoura do culto do Senhor Santo Cristo dos Milagres.
Santo Cristo é exatamente a mais antiga e a maior paróquia portuguesa da cidade de Fall River. É também a única dedicada ao Ecce Homo em todo o Estado de Massachusetts.
Foi oficialmente constituída a 26 de junho de 1892 e continua a cumprir a sua festa tradicional. Ocorre geralmente em fim‐de‐semana de julho, com missa e procissão de promessas no sábado, missa e procissão solene no domingo, arraial popular em ambos os dias.
Também em Massachusetts, mas nos arredores da cidade de Boston, a comunidade portuguesa de Cambridge promove anualmente as festas do Senhor Santo Cristo dos Milagres. Decorrem na igreja de Santo António, inspiradas na celebração de Ponta Delgada e, como esta, ocorrem em maio, no quinto domingo após a Páscoa.
No outro lado da América, no Estado da Califórnia, a primeira festa em honra do Senhor Santo Cristo dos Milagres realizou‐se há mais de 100 anos, em 1907, na igreja de São José, em Oakland.
Esta primeira igreja portuguesa da costa oeste dos Estados Unidos foi iniciada em 1892 pelo padre João Tavares, natural de Vila Franca do Campo, mas encontra‐se demolida há meio século.
Em 1913, constitui‐se uma segunda Sociedade do Santo Cristo, em South San Francisco, como dependência da Real Associação Autonómica Micaelense – uma associação de socorros mútuos que havia sido fundada em Massachusetts no ano de 1905.
Desde então, a Sociedade do Santo Cristo de San Mateo County serve a comunidade luso‐americana do Estado da Califórnia preservando e divulgando a cultura portuguesa, especialmente com a organização anual da festa do Senhor Santo Cristo dos Milagres realizada na mesma data da sua congénere de Ponta Delgada, e o seu centenário foi festivamente comemorado em 2013.
Também no arquipélago norte-americano das Bermudas, a nossa comunidade especialmente proveniente da ilha de São Miguel promove, em cada mês de maio, na igreja de Santa Maria, a sua festa em honra do Senhor Santo Cristo dos Milagres.

No Canadá
Ainda mais a norte, no destino mais recente, mas, mesmo assim, muito representativo da emigração açoriana, o Senhor Santo Cristo dos Milagres está bem presente em diferentes províncias canadianas: de Ontário a Québec, de Manitoba a Alberta.
Esta que é a mais antiga festa religiosa das comunidades portuguesas no Canadá assume especial dimensão na cidade de Toronto. Aqui decorre anualmente desde 1966, reunindo milhares de açorianos junto à igreja de Santa Maria.
A Imagem replicada do Ecce Homo do Santuário de Ponta Delgada foi oferecida à igreja de Toronto, há mais de três décadas, pelo emigrante ribeiragrandense Mariano do Rego.
A sua procissão incorpora representações de instituições comunitárias como a Associação do Senhor Santo Cristo e filarmónicas portuguesas como a Banda do Santo Cristo de Toronto, a mais antiga da comunidade, fundada em 1966.
Para além de Toronto, a província canadiana do Ontário conta também com outra importante festa do Senhor Santo Cristo dos Milagres, na paróquia portuguesa de Nossa Senhora de Fátima da cidade de Brampton. Decorre depois de todas as outras, em setembro, e é já considerada uma das maiores manifestações religiosas dos portugueses no Canadá.
Em 2007, a igreja paroquial passa a contar com uma nova Imagem do Senhor Santo Cristo, feita em Braga como cópia fiel da de Ponta Delgada, condignamente instalada em capela própria decorada a preceito.
Até na capital nacional do Canadá – a cidade de Ottawa, com um milhão de habitantes, também na província do Ontário – se encontra uma igreja portuguesa dedicada ao Senhor Santo Cristo.
A paróquia portuguesa do Senhor Santo Cristo de Ottawa foi oficialmente fundada em 1988 e serve uma população de quatro mil paroquianos sob a direção de frades franciscanos oriundos do Brasil. A maior manifestação pública da sua atividade religiosa ocorre anualmente no mês de julho, com a procissão do Senhor Santo Cristo que leva a sua Imagem às ruas circundantes da igreja portuguesa.
Como Toronto na província do Ontário, Montreal na província francófona do Québec festeja o Senhor Santo Cristo dos Milagres desde o ano de 1966. Decorre em maio na paróquia de Santa Cruz e constitui a maior manifestação religiosa de Montreal e arredores.
Mas este culto chega tão longe como os próprios açorianos.
Na cidade de Winnipeg, capital provincial de Manitoba, a festa decorre igualmente em maio, no interior e exterior da igreja da Imaculada Conceição, seguindo também o formato tradicional, com a mudança da Imagem no sábado e a solene eucaristia seguida de procissão no domingo.
Ainda mais distante do nosso Atlântico, a comunidade açoriana da província de Alberta venera o Senhor Santo Cristo dos Milagres na cidade de Edmonton. Um primeiro contingente de 300 portugueses estabeleceu‐se aqui por meados do século passado. Em 1974, a comunidade local adquire em Portugal uma Imagem do Senhor Santo Cristo e decide celebrar anualmente uma festa em Sua honra, no segundo domingo de junho, o Dia do Pai, como quem diz: Pai Nosso rogai por nós, nos Açores e onde haja açorianos…

**Baseado nos seus livros A Festa do Senhor no Coração dos Açores (Publiçor, 2011), Senhor Santo Cristo dos Milagres – De Ponta Delgada para o Mundo (Letras lavadas, 2013) e Santo Cristo – Álbum de Emoções e Roteiro de Razões (Letras lavadas, 2015)

José Andrade

Edit Template
Notícias Recentes
“É urgente a necessidade de reduzir o número de utentes por Médico de Família”, diz Maria Teresa Albergaria
Jaime Oliveira foi um dos cinco açorianos que ao lado de Salgueiro Maia desceram de Santarém a Lisboa no dia 25 de Abril de 1974: “Tive medo…”
“Temos muita fé no Divino Espírito Santo”, afirmamos mordomos dos Remédios da Bretanha
Câmara de Ponta Delgada estuda solução para o trânsito na Alameda de Santa Teresa
19 medalhas de ouro, 19 de prata e 18 de bronze no Campeonato Regional das Profissões
Notícia Anterior
Proxima Notícia
Copyright 2023 Correio dos Açores