Edit Template

Em Vila Franca São Miguel é comemorado coma Procissão do Trabalho

A primeira capital, Vila Franca do Campo, volta a trazer à rua o seu padroeiro (e da ilha) São Miguel Arcanjo no próximo Domingo, dia 12 de Maio, festa cuja origem se perde com o povoamento da ilha. Desde os primórdios da vida nos Açores, Vila Franca do Campo e a ilha são invocadas ao Arcanjo Miguel e, desde essa altura, que a primeira capital da ilha vai mantendo orgulhosamente esta sua tradição. Nesse sentido é ainda mantida como data de referência o dia 8 de Maio, dia da antiga festa da Aparição do Arcanjo Miguel, festa que era obrigatório no calendário litúrgico até ao Concílio Vaticano II. No calendário litúrgico a Festa de São Miguel (Festa dos Três Arcanjos) é a 29 de setembro. Em alguns anos é necessário fazer ajuste na data da festa devido à proximidade com a Festa do Senhor Santo Cristo dos Milagres que, sendo uma festa móvel, por vezes coincide com a data da festa de São Miguel.
Falta pouco tempo para os sinos da imponente torre sineira da Matriz de Vila Franca do Campo anunciarem a saída do Arcanjo, entre eles o sino mais antigo da ilha, oferecido pelo rei Dom João III em 1554. Decorrem este ano de 8 a 13 de maio. Todos os anos o Arcanjo sai à rua empunhando espada e escudo com a insígnia Quis Ut Deus – Quem Como Deus? A origem hebraica do nome Miguel, Mikeel, significa Mi (quem) Ke (Como) El (Ele Deus).
No cortejo processional de domingo, denominado como Procissão do Trabalho, tomam parte os Santos Protetores de diversas profissões e ofícios, mantendo-se, assim, a sua origem medieval em que as diferentes corporações, ofícios e profissões acompanhavam o seu protector na procissão. Diz-se até que em tempos bem antigos, eram multados quem não acompanhava o seu protector. A maioria destas imagens estão todo o ano em casa de famílias que zelam pelas mesmas. Entre as noites de sexta a segunda ficam expostas em casa das mesmas famílias em quartos decorados com motivos alusivos às mesmas profissões. Na página do Facebook da Paróquia de São Miguel Arcanjo está publicado um mapa com a localização dos santos patronos para quem os queira visitar. Tomam parte no cortejo processional São Pedro Gonçalves (pescadores), Santo Antão (lavradores), Santo António (oleiros), São Nuno de Santa Maria (profissões liberais), Santa Catarina (barbeiros), São Crispim (sapateiros), São José (carpinteiros), São João (pedreiros), Senhora da Paz (militares), Senhora do Egito (arrieiros), Menino Jesus (escuteiros) e São Vicente de Paulo (juventude) para além, obviamente, de São Miguel Arcanjo. Enquanto que, para alguns santos é evidente a correlação profissional como por exemplo São José para os carpinteiros, São Pedro Gonçalves para os pescadores e São Crispim para os sapateiros, para outros como Santo António para os oleiros, tal resulta de dois milagres atribuídos ao mesmo em que envolviam talhas de barro. Após a procissão os mesmos santos patronos, excetuando São Miguel e Senhora da Paz que ficam na Igreja Matriz, regressam às suas casas onde permanecerão mais um ano. Quando há troca de famílias zeladoras é acordada uma data entre ambos para que se proceda à entrega da imagem à nova família zeladora.
As festas começam sempre com a descida da imagem da Senhora da Paz do alto do monte para a Matriz na quarta-feira anterior. Haverá arraial e bazar, várias atuações musicais e porco no espeto no sábado à tarde. No domingo, missa solene às 11:30h e Procissão às 18h.
Fica lançado o convite a visitar Vila Franca do Campo no próximo fim-de-semana.

Hélio Ponte

Edit Template
Notícias Recentes
“É urgente a necessidade de reduzir o número de utentes por Médico de Família”, diz Maria Teresa Albergaria
Jaime Oliveira foi um dos cinco açorianos que ao lado de Salgueiro Maia desceram de Santarém a Lisboa no dia 25 de Abril de 1974: “Tive medo…”
“Temos muita fé no Divino Espírito Santo”, afirmamos mordomos dos Remédios da Bretanha
Câmara de Ponta Delgada estuda solução para o trânsito na Alameda de Santa Teresa
19 medalhas de ouro, 19 de prata e 18 de bronze no Campeonato Regional das Profissões
Notícia Anterior
Proxima Notícia
Copyright 2023 Correio dos Açores