Edit Template

Posto Médico Avançado já recebe doentes no Pavilhão Carlos Silveira

Doentes que se encontram internados no Centro de Saúde de Ponta Delgada começaram ontem à tarde a ser transferidos para o Posto Médico Avançado da Cruz Vermelha, no Pavilhão Carlos Silveira, na Rua Dr. Hugo Moreira por detrás do hotel Lince, na Avenida ‘E’.
Pelo que observou o Correio dos Açores, no Posto Médico Avançado estão instaladas 34 camas, com todas as condições para ir recebendo os doentes, garantidas todas as condições de segurança.
Ontem de manhã estavam a ser ultimados todos os pormenores para que a transferência de doentes e o funcionamento do Posto Médico Avançado decorra sem quaisquer constrangimentos nem atropelos aos moradores da Rua Hugo Moreira. Como explicou a Secretária da Saúde, Mónica Seidi, à Antena 1 Açores, “esta é uma operação logística que ainda requer alguns cuidados (…) até porque há doentes que, eventualmente, terão de vir acompanhados dos dispositivos médicos”.
“ Se não houver condições, garantidamente, a transferência não será feita, temos de ter a certeza de que a segurança está calculada,” afirmou a governante, que voltou a reforçar que os serviços de oncologia e hemodiálise serão os primeiros a abrir no Hospital do Divino Espírito Santo quando estiverem garantidas as condições de segurança na unidade hospitalar.
Os doentes hemodialisados estão a receber tratamentos na Terceira, Faial e Madeira e, logo que estejam criadas as condições no HDES, serão transferidos para São Miguel de forma faseada. “Mantemos a intenção de proceder à transferência, na próxima semana, de forma faseada. Não vamos transferir todos os doentes de uma só vez. Será progressiva a retoma dessas duas especialidades,” reforçou a governante.
Esse regresso dos doentes “também será planificado em articulação com a especialidade da nefrologia, com a sua directora de serviço, que provavelmente será feito num primeiro turno, serão reavaliadas as condições e de forma progressiva retomarão os doentes. Claro que se pudéssemos trazê-los todos em simultâneo, melhor. Se ela não for possível, obviamente que partiremos para o serviço de nefrologia,” explicou Mónica Seidi.

Linha Saúde Açores reforçada

Entretanto, o Director Regional de Saúde, Pedro Pais, afirmou que o atendimento da Linha de Saúde Açores foi reforçado para corresponder aos picos de procura por parte dos utentes. “Tivemos alguns aumentos de números de chamada, que poderá ter a dado altura causado algum constrangimento num tempo demorado na capacidade de atender, mas todos têm sido atendidos e que temos feito esse esforço. Neste momento, foi feito um reforço para o dobro, portanto, são quatro enfermeiros de manhã e quatro enfermeiros à tarde, sendo que não houve necessidade para já de aumento de reforço à noite”, palavras de Pedro Pais à Antena 1 Açores.

Programada reunião extraordinária do Conselho de Ilha de São Miguel para abordar o incêndio no HDES

O Presidente do Conselho de Ilha de São Miguel, Jorge Rita, convocou uma reunião extraordinária, urgente, para o Conselho se debruçar, discutir e contribuir para a resolução da situação de calamidade que assolou o principal prestador de serviços de saúde pública em São Miguel e em toda a Região.
Jorge Rita considera que o Conselho de Ilha de São Miguel “é o órgão privilegiado e competente para pronúncia, formulação de recomendações e promoção da cooperação e colaboração entre as diversas autarquias e os respectivos órgãos e serviços com vista a alcançar soluções eficazes para reduzir os impactos que o incêndio provocou e a celeridade na recuperação da normalidade no Hospital do Divino Espírito Santo.
A reunião extraordinária agendada para Segunda-feira, dia 13 de Maio, às 10h30 horas, Biblioteca Municipal Daniel de Sá, na Ribeira Grande, permitirá a reunião e auscultação dos seus vários membros “e a assumpção de um compromisso colectivo.”
Na próxima semana, dia 17 de Maio de 2024, vai realizar-se, também, a reunião ordinária do Conselho de Ilha de São Miguel para emissão de pareceres solicitados pela Assembleia Legislativa da Região, designadamente, sobre o Plano Regional Anual para 2024, as Orientações de Médio Prazo 2024-2028, a Petição n.º 1/XIII – “Por um sistema de evacuações médicas mais eficaz pela Força Aérea Portuguesa na Região Autónoma dos Açores”, bem como para a discussão de outros assuntos definidos na Agenda de Trabalhos 2023/2024, onde se incluem as infra-estruturas, transportes, combate às dependências, entre outros assuntos de interesse para a Ilha.”
O Conselho de Ilha de São Miguel, é composto pelos presidentes das assembleias e câmaras municipais de todo a ilha, presidentes de junta de freguesia eleitos, membros eleitos pelas assembleias municipais, representantes dos sectores empresariais, movimentos sindicais, associações agrícolas, sector das pescas, associações ligadas à área do ambiente, defesa da igualdade de género, Universidade dos Açores e os deputados eleitos pelo círculo eleitoral de São Miguel e circulo de compensação com residência em são Miguel.

Edit Template
Notícias Recentes
“É urgente a necessidade de reduzir o número de utentes por Médico de Família”, diz Maria Teresa Albergaria
Jaime Oliveira foi um dos cinco açorianos que ao lado de Salgueiro Maia desceram de Santarém a Lisboa no dia 25 de Abril de 1974: “Tive medo…”
“Temos muita fé no Divino Espírito Santo”, afirmamos mordomos dos Remédios da Bretanha
Câmara de Ponta Delgada estuda solução para o trânsito na Alameda de Santa Teresa
19 medalhas de ouro, 19 de prata e 18 de bronze no Campeonato Regional das Profissões
Notícia Anterior
Proxima Notícia
Copyright 2023 Correio dos Açores