Edit Template

Bombeiros Voluntários foram “verdadeiros heróis”no combate ao incêndio no HDES, afirma o autarca Pedro Nascimento Cabral

O Presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada, Pedro Nascimento Cabral, realçou anteontem o inestimável valor e importância dos bombeiros, tendo afirmado que foram “verdadeiros heróis” no combate ao incêndio que deflagrou no Hospital do Divino Espírito Santo (HDES) e no socorro à vida dos seus utentes.
“É mais do que merecida a homenagem feita a este corpo de mulheres e homens, que foram verdadeiros heróis no combate ao incêndio no Hospital do Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada”, afirmou o autarca, manifestando o seu “maior respeito e admiração” pelos bombeiros que estiveram envolvidos na operação.
Pedro Nascimento Cabral falava no quartel da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Ponta Delgada, após a cerimónia de homenagem que foi promovida pelo Governo Regional dos Açores aos mais de 190 bombeiros que combateram o incêndio no HDES, a 4 de Maio.
O Presidente do município quis, por isso, agradecer “a prontidão e o altruísmo” com que os bombeiros acudiram à situação e voltou a reconhecer a missão absolutamente ímpar que desempenham ao nível da protecção e socorro da vida e do património.
“É da mais extrema justiça que todos saibamos reconhecer o papel dos bombeiros desta Região, sempre os primeiros a socorrer as nossas populações em situações extremas e tantas vezes dramáticas”, reforçou, partilhando a convicção de que “são a grande força da estrutura da protecção civil regional”.
Pedro Nascimento Cabral não quis também deixar de enaltecer “a forma solidária, articulada e abnegada” com que “profissionais de saúde, forças militares e de segurança pública, e mais estruturas da protecção civil, como o Serviço Municipal de Protecção Civil”, se mobilizaram para evacuar os doentes do hospital e dar resposta às suas necessidades.
Lembrou, nesse seguimento, que a Câmara Municipal de Ponta Delgada cedeu o Pavilhão Carlos Silveira para a instalação do Posto Médico Avançado, uma estrutura que vai permitir receber os utentes que foram deslocados para a Unidade de Saúde da Ilha de São Miguel e retomar o agendamento das consultas programadas no Centro de Saúde de Ponta Delgada.
“O Posto Médico Avançado está preparado para receber cerca de três dezenas de utentes, havendo ainda capacidade para aumentar o número de camas, se necessário”, indicou Pedro Nascimento Cabral.
A terminar, o Presidente do município reafirmou a disponibilidade da autarquia para continuar a cooperar com o Governo Regional dos Açores no sentido de minimizar todos os constrangimentos relacionados com o incidente.
Recorde-se que durante a operação de evacuação do Hospital do Divino Espírito Santo foram mobilizados 35 funcionários da Câmara Municipal de Ponta Delgada, dois autocarros para o transporte de passageiros, seis viaturas pesadas para o transporte de material hospitalar e cinco viaturas ligeiras para o transporte de material e profissionais de saúde.

Edit Template
Notícias Recentes
“É urgente a necessidade de reduzir o número de utentes por Médico de Família”, diz Maria Teresa Albergaria
Jaime Oliveira foi um dos cinco açorianos que ao lado de Salgueiro Maia desceram de Santarém a Lisboa no dia 25 de Abril de 1974: “Tive medo…”
“Temos muita fé no Divino Espírito Santo”, afirmamos mordomos dos Remédios da Bretanha
Câmara de Ponta Delgada estuda solução para o trânsito na Alameda de Santa Teresa
19 medalhas de ouro, 19 de prata e 18 de bronze no Campeonato Regional das Profissões
Notícia Anterior
Proxima Notícia
Copyright 2023 Correio dos Açores